Passageiro diz que motorista do ônibus evitou uma tragédia pior

Em entrevista à rádio Itatiaia, um dos passageiros que estava no local contou que Hanna Cristina dos Santos conseguiu frear quando percebeu que o viaduto iria cair

iG Minas Gerais | Da redação |

A motorista Hanna Cristina deixou uma filha de 6 anos
Reprodução/ Facebook
A motorista Hanna Cristina deixou uma filha de 6 anos

Um passageiro que estava no ônibus da linha 70 que foi esmagado pela queda do viaduto na avenida Pedro I nessa quinta-feira (3), disse que a motorista Hanna Cristina dos Santos, de 25 anos, única vítima fatal que estava no coletivo, percebeu o acidente e conseguiu frear a tempo, evitando uma tragédia maior.

Em entrevista à rádio Itatiaia, Gerson Sandri Lopes contou que ao perceber que a estrutura iria desabar, Hanna mandou a filha, de 5 anos, passar para a parte de trás do coletivo e freou o veículo. "Se ela não consegue dominar o veículo, eu não estava aqui mais", afirmou Lopes na entrevista.

Hanna Cristina dos Santos, de 24 anos, trabalhava como motorista há um ano e o veículo que ela dirigia pertencia ao pai dela. Ela deixa uma filha de 5 anos, que estava no ônibus no momento do acidente e também ficou ferida,  assim como a cobradora da linha. Entre os feridos está também um funcionário da prefeitura que trabalhava em cima do viaduto no momento da queda.

A motorista será enterrada no fim da tarde desta sexta-feira (4), no cemitério Bosque da Esperança.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave