Em junho, empresa já considerava o viaduto entregue à população

iG Minas Gerais | Queila Ariadne |

O viaduto ainda não estava pronto. Mas, no mês passado, a construtora já divulgava a obra como se estivesse concluída. Com o título “Prontos para a Copa” estampado na capa, o boletim “Cowan Informa” destacava que o Guararapes era o quarto viaduto entregue aos belo-horizontinos. “A Cowan, ainda que não dispute uma Copa do Mundo, tem uma seleção de profissionais que contribuem para que seus contratos sejam cumpridos dentro dos prazos previstos e as obras, entregues aos nossos clientes conforme as suas expectativas”, afirma o diretor executivo Saulo Wanderley Filho no editorial da publicação.  

Nessa quinta, as chamadas “escoras” estavam sendo retiradas. De acordo com engenheiros ouvidos pela reportagem, essa é a etapa final, ou seja, indica que a estrutura está pronta para ser usada.

A empresa foi questionada sobre a entrega da obra, mas se limitou a divulgar uma nota em que lamenta o acidente. “A Cowan lamenta profundamente o ocorrido com o viaduto sobre a avenida Pedro I. Neste momento, a prioridade é o apoio às vitimas e aos familiares. A empresa informa que já enviou ao local a equipe técnica para iniciar as investigações”. Em uma segunda nota, a Cowan informa que o escoramento do segundo viaduto já está sendo providenciado.

Sendo o boletim publicitário, além do Guararapes, a Cowan já entregou os viadutos A, Norte-Sul, Walduck Wanderley e Montese. Este chegou a ser interditado em fevereiro por falhas na sustentação que poderiam levar a um desabamento.

Na época, a estrutura, no bairro Santa Branca, cedeu cerca de 30 cm. Engenheiros da prefeitura e da empresa tiveram que realizar um plano de emergência para conter os danos e as duas pistas da avenida Pedro I ficaram totalmente fechadas por três dias. Após as primeiras obras de reparo, a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) descartou a possibilidade da queda do viaduto. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave