Vereador denuncia que obras têm falhas e propõe CPI

Iran Barbosa diz que procurou a prefeitura, mas alerta foi tratado como “questão política”

iG Minas Gerais | flávia carneiro |

Risco. Estação do Move no bairro São Gabriel, já liberada à população, seria um dos principais focos de irregularidades
DENILTON DIAS / O TEMPO
Risco. Estação do Move no bairro São Gabriel, já liberada à população, seria um dos principais focos de irregularidades

O vereador Iran Barbosa (PMDB) informou que vai entrar nesta sexta com pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades nas obras de mobilidade urbana executadas pela Prefeitura de Belo Horizonte para a realização da Copa do Mundo. O viaduto que desabou nesta quinta à tarde sobre a avenida Pedro I, no bairro São João Batista, faz parte desse conjunto de obras.

A expectativa do parlamentar é que os colegas de Legislativo assinem o pedido na reunião extraordinária, marcada para as 9h, no Plenário. “Acredito que os outros parlamentares também não irão se acovardar, num momento de tragédia para a população de Belo Horizonte”, disse ele, por telefone, minutos após o desastre que matou duas pessoas e feriu 19.

Por coincidência, o vereador passava pela região quando ocorreu o desastre. Iran Barbosa foi um dos primeiros a anunciar a queda da estrutura nas redes sociais e postou fotos do acidente no Twitter. “Foi um estouro imenso, e depois de uns quatro ou cinco segundos veio tudo abaixo”, contou.

O parlamentar garantiu que irá pressionar a Câmara para que nenhum outro projeto seja votado antes da criação da CPI. “Vamos obstruir a votação”.

Barbosa acusou a prefeitura de negligência, pois a obra do viaduto que ruiu não foi a primeira que apresentou problemas na cidade. “Já tinha apresentado à administração municipal um laudo pericial demonstrando que a construção da estação do Move no São Gabriel oferecia riscos à população”, destacou. Ele afirmou ainda que a prefeitura minimizou a denúncia e tratou o assunto como “uma questão política”.

Iran Barbosa pretende identificar e convocar o engenheiro da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) responsável por fiscalizar a obra do viaduto para que ele preste os esclarecimentos. “Vou entrar com um pedido no Conselho Regional de Engenharia (CREA-MG) para cassação da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) desse profissional”, afirmou. Ainda de acordo com o parlamentar, a Câmara deve acionar também o secretário de Obras, José Lauro Nogueira Terror, para, na segunda-feira, prestar esclarecimentos sobre a obra.

Laudo pericial identificou “problemas graves” em estação O laudo pericial apresentado pelo vereador Iran Barbosa à prefeitura é assinado pelo perito judicial Gerson Angelo José Campera, do Instituto Mineiro de Perícias. O documento identificou “inúmeros problemas graves”, não só na Estação São Gabriel do Move, mas em um outro viaduto a cerca de 800 m da estrutura que desabou nesta quinta. Campera já atuou em vistorias para a própria Sudecap. Sobre os problemas no conjunto de obras de mobilidade para a Copa, o vereador informou nesta quinta que, ao acionar a prefeitura, na semana passada, deu um prazo de 15 dias para que a administração apresentasse um cronograma emergencial para sanar os problemas. Na ocasião, o parlamentar também pediu a interdição da Estação São Gabriel – a mais importante do corredor Cristiano Machado. Ele cogita acionar a Justiça. Uma audiência pública na Câmara, no dia 9 de junho, tratou das denúncias, mas a prefeitura garantiu não haver riscos para os usuários.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave