Base na Câmara não se entende com secretário

Parlamentar que apoia Carlaile chamou gestor de Obras de ‘pessoa sem nível’

iG Minas Gerais | Lisley Alvarenga |

Uma declaração feita por um vereador da base governista a um dos secretários mais influentes do prefeito Carlaile Pedrosa (PSDB) chamou a atenção de quem participou da reunião da Câmara Municipal na última terça-feria (1º). Adélio Carlos (PDT) subiu à tribuna para criticar a postura de Hélder Pacelli, secretário de Obras e um dos servidores municipais detentores dos supersalários na prefeitura. Exaltado, o parlamentar chegou a chamá-lo de “pessoa sem nível e sem educação”.

De acordo com Adélio, ele teria ido até o gabinete de Hélder Pacelli, no Centro Administrativo, para reivindicar obras para os moradores dos bairros Nossa Senhora de Fátima, Cruzeiro do Sul e Jardim Alterosas, seu reduto eleitoral, porém, ele teria sido maltratado pelo secretário de Obras.

“O Hélder Pacelli é um secretário que nunca mais vai me ver em sua sala. É uma pessoa sem nível, que não tem educação e que não respeita os vereadores. Fico muito triste por causa do prefeito Carlaile, um homem trabalhador, mas que tem um secretário desse nível. Estou falando isso aqui, na tribuna, para que ele fique sabendo. Se ele é capaz de tratar tão mal um vereador, imagine então as pessoas comuns que vão tentar conversar com ele?”, questionou.

Um dos apoiadores do governo no Legislativo, Adélio falou sobre os problemas enfrentados pelo município atualmente e pediu ainda o apoio dos demais colegas para que eles se manifestassem em favor de sua reclamação. “Nossa cidade está muito carente de tudo, e a gente ainda vai às secretarias da prefeitura para solicitar alguma benfeitoria e é maltratado? Continuarei, sim, a ir aos corredores da prefeitura, mas, naquela secretaria, eu não volto mais. Não queria, mas, para reivindicar obras para a nossa cidade, vou ter que incomodar o nosso prefeito. Na minha opinião, não tem ninguém na prefeitura que está alí para fazer favor para ninguém”, reforçou o parlamentar.

O vereador Pastor Paulino Lana (PPS), outro parlamentar da base governista no Legislativo, se disse admirado com a atitude de Hélder. Ele também manifestou seu repúdio à atitude tomada pelo secretário de Obras. “Estou admirado. O secretário é indicado como homem de confiança do Executivo, então, ele tem que somar, e não dividir. Quem vota nos projetos do prefeito aqui, na Câmara, somos nós, vereadores. Queria manifestar meu repúdio a atitude do secretário e deixar o meu apoio à reclamação. Um secretário que venha a receber mal um vereador está também recebendo mal a Câmara Municipal. Estou realmente decepcionado com a atitude desse secretário”, lamentou.

Para o vereador Eutair dos Santos (PT), se um gestor se dispôs a assumir a Secretaria de Obras, uma das pastas mais importantes do governo, também tem que estar disposto a atender aos vereadores e à população. “Nós, vereadores, é que somos cobrados diretamente pela população. Atuamos como uma espécie de porta-vozes do povo. Fomos eleitos para isso e devemos ser bem-recebidos em todos os lugares. Não acho que você, Adélio, tem que despachar com o prefeito. É ele que tem que dizer ao seu secretário que ele tem que atender bem aos vereadores e à população”, disse.

Panos-quentes

Para tentar acalmar os ânimos e minimizar o mal-estar gerado entre os vereadores que defendem Carlaile e o governo, uma reunião foi agendada para discutir o assunto. O encontro foi marcado para a próxima terça-feira (8), às 8h30, na sala de reuniões da Câmara, porém, por e-mail, a assessoria de imprensa da prefeitura não confirmou se o secretário de Obras irá comparecer. Hélder Pacelli também não quis conversar com a reportagem.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave