Justiça condena juiz por recebimento de propina

Magistrado pedia suborno na forma de jóias, roupas, equipamentos eletrônicos e dinheiro, segundo a decisão judicial

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o juiz de direito Gersino Donizete do Prado à prisão e à perda do cargo sob a acusação de exigir propina de uma parte de um processo. O magistrado pedia o suborno na forma de jóias, roupas, equipamentos eletrônicos e dinheiro, segundo a decisão judicial.

Como informado pelo site do jornal "O Estado de S. Paulo" nesta quinta (3), Prado atuava na 7ª Vara Cível de São Bernardo do Campo e passou a exigir o pagamento de valores a um administrador para não converter em falência o processo de recuperação judicial de uma empresa, de acordo com a acusação do Ministério Público estadual.

Segundo a Procuradoria, o juiz chegou a requisitar até que o administrador pagasse uma "homenagem" de uma instituição cultural e o conserto de pneus.

O Tribunal paulista aplicou ao magistrado a pena de oito anos e quatro meses de prisão em regime fechado, além da perda do cargo.

O advogado de Prado, José Luis Oliveira Lima, disse que que vai recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). "Respeito a decisão mas entendo que o Órgão Especial do Tribunal de Justiça não analisou as provas com o costumeiro acerto. As provas levam à absolvição do meu cliente", disse o criminalista.

Leia tudo sobre: São Paulo