Empresa responsável pelo viaduto se dizia 'orgulhosa' da obra

Após a tragédia, algumas pessoas começaram a visitar a página da foto e a comentar sobre o acidente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pelo menos duas pessoas morreram e 19 pessoas ficaram feridas
Reprodução/Facebook
Pelo menos duas pessoas morreram e 19 pessoas ficaram feridas

Responsável pelo projeto de construção e planejamento do viaduto que desabou na avenida Pedro I, no bairro São João Batista,, a empreiteira Cowan chegou a postar, no dia 17 de setembro do ano passado, em sua página oficial no Facebook, que era um 'orgulho' estar realizando a obra 'histórica'.

Após a tragédia, algumas pessoas começaram a visitar a página da foto e a comentar sobre o acidente. Um usuário chegou a escrever "A casa cairá pra vocês assim como o viaduto que construíram!".

Tragédia

O viaduto em construção da avenida Pedro I desabou, na altura do bairro São João Batista, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, na tarde desta quinta-feira (3). Pelo menos duas pessoas morreram e 19 pessoas ficaram feridas, segundo as informações do Corpo de Bombeiros. No entanto, uma enfermeira que faz o atendimento das vítimas na CTI do Hospital Risoleta Neves, informou que faz o atendimento de 25 vítimas do acidente.  A queda teria acontecido por volta das 15h10.

O viaduto fica próximo ao parque Lagoa do Nado e um Fiat Uno, um ônibus da linha circular 70 e pelo menos dois caminhões teriam ficado presos sob a estrutura. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está no local e constatou duas vítimas fatais, entre elas, a motorista do ônibus, Hanna Cristina dos Santos, 26. Ela trabalhava com isso há um ano e o veículo que dirigia era do pai dela. Hanna deixa uma filha de 5 anos. A cobradora da linha também ficou ferida.

Por enquanto ainda não há o número total de feridos, mas uma enfermeira do Hospital Risoleta Tolentino Neves informou que já atendeu 25 vítimas, dentre elas uma criança e um funcionário da prefeitura que trabalhava em cima do viaduto no momento da queda. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, os feridos não correm risco de morrer e sofreram apenas ferimentos leves. Os pais da criança, que não teve a idade divulgada, ainda não foram encontrados e ela está sob cuidados de uma assistente social. O funcionário da prefeitura não teve o estado de saúde divulgado.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave