Criminosos explodem casa de ambientalista em Milho Verde

Ninguém estava na residência, abandonada no início do ano após outro atentado contra a mesma pessoa

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA |

Um atentado a bomba explodiu a porta da casa do ambientalista Luiz Fernando Ferreira Leite nessa quarta-feira (2), no distrito de Milho Verde, que fica no município de Serro, na região Central de Minas Gerais.

Não havia ninguém na casa no momento da explosão, às 2h da madrugada de terça para quarta, e ninguém ficou ferido. A casa está abandonada desde o dia 27 de março, quando o ambientalista sobreviveu a um atentado em que foi baleado, na porta da sua residência, que também abrigava o Instituto Milho Verde, do qual é presidente.

A Polícia Civil de Serro abriu um inquérito de tentativa de homicídio. Além da vítima, testemunhas já foram ouvidas pelo delegado. A polícia informou que já trabalha com uma linha de investigação, mas que não pode ser revelada para não atrapalhar os trabalhos. O trabalho de perícia foi realizado no local, mas a polícia ainda não tem informações sobre a autoria do atentado, ou mesmo a quantidade e o tipo de explosivos utilizados.

O Instituto Milho Verde é uma organização não-governamental (ONG) que desempenha serviços nas áreas de cultura, meio ambiente e desenvolvimento social. A ONG desenvolve parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF), órgão atrelado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

De acordo com informações da secretaria, é comum funcionários sofrerem ameaças de morte na região.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave