Lesão não limita desempenho do goleiro, diz médico da Costa Rica

Navas voltou a treinar nesta quinta com os jogadores na Vila Belmiro, em Santos, após sentir dores no ombro

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Tido como herói da classificação, Navas disse que meta era fazer história
Concacaf/Divulgação
Tido como herói da classificação, Navas disse que meta era fazer história

A lesão no ombro do goleiro Keylor Navas, da Costa Rica, não limita seu desempenho nem coloca em risco sua participação na partida contra a Holanda, no sábado (5), pelas quartas de finais da Copa. A informação foi dada nesta quinta-feira (3) pelo ortopedista da equipe, Vladimir Badilla.

Navas voltou a treinar nesta quinta com os jogadores na Vila Belmiro, em Santos. A equipe não abriu a atividade para a imprensa, mas sabe-se que todos os jogadores treinaram cobrança de pênaltis.

"Ele tem um trauma simples no ombro, com um pouco de edema. Sabemos que é um jogador indispensável para a equipe. Trabalhamos com terapia e fortalecimento. Hoje ele se integrou ao treinamento e vai estar na partida. Não há risco de lesão séria", disse Badilla.

Navas é um dos principais nomes da equipe, com defesas importantes que garantiram a classificação da Costa Rica no "grupo da morte", com Uruguai, Itália e Inglaterra. Ele também defendeu um pênalti contra a Grécia, nas oitavas.

A informação sobre a lesão foi dada na quarta-feira (2) pelo preparador físico Luis Prieto. A federação buscou reduzir qualquer dúvida sobre a participação no jogo de seu astro.

O desgaste físico é uma das principais preocupações da equipe. O time se classificou nos pênaltis contra a Grécia. Já a Holanda superou o México sem precisar da prorrogação.

"Eles não jogaram os 30 minutos de prorrogação, mas se esforçaram muito para vencer o México", minimizou Prieto.

A Holanda virou o jogo contra os mexicanos com dois gols nos minutos finais. "Já estamos prontos para o jogo. Jogamos há três dias e pouco a pouco estamos ficando 100%", disse o meia Yeltsin Tejeda.

Leia tudo sobre: navasdepartamento médicolesãoombrobadillaquartascopa do mundoholanda