Site monitora os pré-candidatos ao Planalto na internet

Página revela quanto e de que forma nomes são citados

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Balanço. O Monitor Eleitoral atualiza diariamente os dados sobre os pré-candidatos à Presidêncisa
Reprodução /site
Balanço. O Monitor Eleitoral atualiza diariamente os dados sobre os pré-candidatos à Presidêncisa

A campanha ainda não começou oficialmente, mas na última semana, a cada hora, o nome de um dos três presidenciáveis – Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) – foi citado 1.100 vezes na internet. O rastreamento dos postulantes, em plena Copa do Mundo, mostra o que os candidatos e eleitores já sabem: o papel fundamental da internet até outubro, não só na divulgação de plataformas, mas também em ataques e contra-ataques online.

O site Monitor Eleitoral desvenda o real alcance das redes sociais. A partir de um software, ele capta as menções aos presidenciáveis nas mídias sociais, como Facebook e Twitter, e o tom delas.

Os resultados confirmam o peso de ouro da internet nesta disputa. Na última semana, a presidente Dilma Rousseff foi citada 33.759 vezes, Aécio Neves (PSDB), 14.267 e, Eduardo Campos, 7.979.

Para Ricardo Almeida, sócio da agência A2C, que desenvolveu a ferramenta em parceria com a plataforma Livebuzz, em um período em que o foco é a Copa, o número é significativo. “Esse termômetro ajuda os candidatos a acompanharem em tempo real a repercussão do que dizem”.

A novidade revela a avaliação da imagem dos postulantes. Nos últimos sete dias, por exemplo, 43% do que foi captado com alusão a Dilma foi positivo. Entre os registros ao senador Aécio Neves, 71% foram positivos e Campos alcançou 84%. Segundo Ricardo, como está mais exposta, por ser a presidente, é natural que Dilma seja mais citada.

“Se a internet não atinge todos os eleitores ainda, atinge, no mínimo, todos os formadores de opinião e líderes de comunidades e regiões”, afirmou.

O site lista ainda todas as manifestações nas páginas oficiais dos candidatos, o que eles postaram e a repercussão do que foi publicado.

Segundo Jonatas Abbott, diretor executivo da Dinamize, o comportamento online acaba refletindo na opinião do usuário, o que faz com que os dados batam com os do resultado das eleições. “Nas redes sociais, o usuário é mais sincero e fala com sentimento de anonimato, sem pensar que está sendo ouvido por pesquisas”, avalia Jonatas Abbott.

Almeida explica que as informações chegam ao sistema não classificadas e que o programa consegue agrupá-las. Depois, para fazer a avaliação, manualmente, uma equipe pega uma amostragem de mil citações de cada candidato e a classifica como positiva ou negativa.

Produto

Análise. Segundo os criadores do site, a intenção é compartilhar um cenário no tempo real da política e mostrar como a repercussão nas redes sociais é um retrato fiel da realidade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave