Apesar de decisão nacional, bancada do PTB fica com Dilma

iG Minas Gerais |

Brasília. A bancada do PTB na Câmara e alguns senadores do partido decidiram ontem apoiar a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição. A decisão contraria a posição nacional do partido, que declarou apoio à Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB, em convenção nacional realizada na última sexta-feira.

Na semana passada, os deputados já haviam se reunido para discutir o posicionamento da sigla. O líder da legenda na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO), afirmou na ocasião que havia sido pego de surpresa pela decisão, mas avaliou que não fazia sentido a bancada mudar de lado depois de ter apoiado o governo na Câmara nos últimos quatro anos.

Ontem, o senador Armando Monteiro (PE) compareceu à reunião dos deputados para levar a posição de parte dos senadores petebistas. Em 21 de junho, o presidente nacional do partido, Benito Gama, anunciou em nota que, devido a conflitos “insustentáveis” entre PTB e PT, a sigla irá apoiar Aécio Neves.

Na prática, o movimento dos deputados apenas marca posição já que o tempo de propaganda na televisão do partido, de cerca de 1 minuto, será transferido para Aécio.

Mensalão

Afastamento. Desde a eclosão do escândalo do mensalão, que teve como delator o ex-deputado Roberto Jefferson, que era do PTB na época, a bancada se afastou da direção do partido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave