DEM retira o apoio a Arruda

iG Minas Gerais |

Brasília. O comando do DEM retirou o apoio à candidatura de José Roberto Arruda (PR) ao governo do Distrito Federal. A executiva nacional do partido decidiu anular decisão tomada na convenção do DEM-DF, que se coligava com o PR para os cargos majoritários (governo e Senado).

Em nota assinada pelo presidente do DEM, José Agripino Maia, o comando do partido afirma que tem atribuições previstas em seu estatuto para anular coligações.

O PPS também tomou medida semelhante no início desta semana, quando a direção nacional do partido anulou decisão do diretório no DF no mesmo sentido. Presidente do PPS, o deputado Roberto Freire (PE) também determinou a intervenção no diretório do DF.

Segundo o Diretório Nacional do PPS, resolução aprovada pela legenda em fevereiro deste ano determina que qualquer aliança com grupos que integrem a coligação do PT à Presidência da República só poderia ser firmada com anuência da Executiva Nacional da legenda – o que não aconteceu no caso do DF.

São Paulo. Em São Paulo, o governador e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB) alfinetou seus dois concorrentes. Em tom de brincadeira, Alckmin afirmou que a polarização de forças políticas no Estado “está voltando a ser dividida entre os tucanos e Paulo Maluf (PP)”, ex-governador e procurado pela Interpol.

Maluf fechou apoio à chapa de Alexandre Padilha (PT) no dia 30 de maio e, um mês depois, recuou e se aliou ao peemedebista Paulo Skaf na disputa ao governo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave