Pimenta da Veiga comemora os 20 anos do Plano Real

iG Minas Gerais |

Sem a companhia de tucanos de peso, o candidato ao governo do Estado pelo PSDB, Pimenta da Veiga, foi a Poços de Caldas, no Sul de Minas, ontem, para comemorar os 20 anos do Plano Real. Além de exaltar a moeda, Pimenta utilizou a festa como ato de campanha para si e seus principais cabos eleitorais: o senador Aécio Neves (PSDB) e o ex-governador Antonio Anastasia (PSDB).7Poços de Caldas.

Para conquistar os palácios do Planalto e Tiradentes, o PSDB tenta se reencontrar com seu passado, utilizando do Plano Real que, em Poços de Caldas, teve suas primeiras notas colocadas em circulação no dia 1° de julho de 1994. Sem a presença de Aécio ou de Fernando Henrique Cardoso, ministro da Fazenda na época, coube a Pimenta da Veiga fazer o discurso de exaltação. “O Plano Real foi o maior programa de assistência social do Brasil. O Bolsa Família é um meio, mas não é definitivo como o plano”, disse, comparando o Plano Real ao Bolsa Família petista.

Pimenta também explicou que é importante lembrar o passado para não perder o futuro de vista. “Queremos relembrar os fatos, o Brasil mudou muito. Hoje, vemos a volta da inflação e o governo atual colocar o real em risco”, criticou.

O tucano não deixou de dizer que pretende ser o maior governador da história de Minas e já lançou uma promessa de campanha: fazer uma revolução na educação do Estado. Pimenta também disse que as grandes reformas que o Brasil precisa só vão ocorrer com Aécio Neves presidente e Antonio Anastasia senador. “Precisamos de um núcleo político que transforme o país. Por isso, precisamos dos dois juntos e uma ótima bancada de parlamentares em Brasília.”

Ao final da cerimônia, com um bolo, os deputados, empresários e convidados cantaram parabéns para o Plano Real e para Pimenta da Veiga, que completou 67 anos. (Guilherme Reis)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave