Escalação foge do lugar-comum da TV brasileira

iG Minas Gerais | RENATO LOMBARDIENVIADO ESPECIAL |


Drica Moraes, a vilã Cora, diz que sempre a chamam para fazer humor
Paulo Belote
Drica Moraes, a vilã Cora, diz que sempre a chamam para fazer humor

Rio de janeiro. Para dar vida aos personagens de “Império”, a equipe da novela, juntamente com Aguinaldo Silva, escalou nomes conhecidos dos telespectadores. Mas alguns deles foram destinados a papéis que eles nunca haviam interpretados e que podem surpreender os telespectadores. José Mayer, acostumado a sempre viver os galãs das novelas da Globo, é um desses exemplos.

No próximo folhetim das nove da Globo, o ator dá vida a Cláudio Bolgari, um famoso cerimonialista, casado com Beatriz (Suzy Rego) e pai de dois filhos, Enrico (Joaquim Lopes) e Bianca (Juliana Boller). Vivendo na alta sociedade, Cláudio tem um segredo que esconde de toda a sociedade – ele mantém um relacionamento amoroso com o jovem aspirante a ator Leonardo (Klebber Toledo).

“Quando o Aguinaldo me escalou para viver o Pereirinha, em ‘Fina Estampa’, a quebra de imagem já foi muito importante por ter abandonado o papel de galã para fazer um anti-galã. E agora há uma reversão de expectativas, a reversão na carreira é ainda maior. Eu estou muito desafiado, É um personagem muito rico, interessante, uma abordagem mais sutil da homossexualidade, sem caricatura, sem farsa”, explica José Mayer.

Ailton Graça, que no filme “Até que a Sorte Nos Separe” interpretou um personagem que fingia ser gay, na nova trama de Aguinaldo Silva é Xana Summer, uma drag queen dona do salão de beleza, onde as moças do bairro de Santa Teresa – onde parte da história se passa – frequentam. “A leitura que todo mundo está fazendo é de uma drag queen, mas eu queria mais a coisa do andrógeno. Ele se sente uma mulher, mas sabe que no fundo, ali dentro, tem um homem, caso ele precisar partir pra briga”, conta Ailton. “Estou andando de salto todos os dias. Tenho comprado salto para aprender como anda. Eu quero parecer uma diva, como Beyoncé e Shakira”, brinca o ator.

Drica Moraes, que interpreta a vilã Cora na segunda fase de “Império”, também comemora a fuga do lugar-comum com a personagem que ganhou na novela de Aguinaldo Silva. “A escalação dessa novela não é óbvia. Estou muito grata pelo convite do Aguinaldo, do Papinha (Rogério Gomes, diretor geral do folhetim), de poder estar encarando essa maluca. Geralmente eu sou escalada para fazer personagens ligadas à comédia, ao humor. Então, acho que o melhor lugar para eu empenhar o meu humor é nessa mulher agora”, ressalta a atriz.Vilania e humor.

Maria Ísis, personagem de Marina Ruy Barbosa em “Império”, também é considerada uma desconstrução da imagem da atriz, sempre acostumada a viver meninas ricas e comportadas. Na novela, a atriz interpreta uma ninfeta que esbanja sensualidade, principalmente com o figurino. “Ela é bem diferente de tudo o que eu já fiz, diferente do que o público está acostumado a me ver, tanto nos personagens quanto na vida pessoal. Nunca fiz nada nesse estilo mesmo. É um personagem mais ousado, mais sensual. Mas eu não me assustei por causa disso, acho interessante, intenso”, disse a atriz.

No elenco do novo folhetim global também estão Nanda Costa, Flávio Galvão, Elizângela, Zezé Polessa, Tato Gabus Mendes, Suzy Rego, Rafael Cardoso, dentre outros. (RL)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave