Fifa questiona revista e diz que não achou fraude em jogos de Camarões

Publicação alemã divulgou entrevista com fraudador que acertou derrota ppr 4 a 0 para a Croácia e expulsão de jogador

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Marcio Jose Sanchez / AP Photo
undefined

A Fifa questionou nesta quarta-feira (2) a revista alemã "Der Spiegel" por publicar um artigo denunciando manipulação de resultados na Copa do Mundo e pediu à publicação todo o material da reportagem para auxiliar na investigação do caso.

A porta-voz da entidade, Delia Fischer, leu uma nota escrita pelo diretor de segurança Ralf Mutschke lembrando que o órgão não detectou movimento suspeito no mercado de apostas em nenhuma partida do Mundial até o momento.

"Essa é uma acusação muito séria. O artigo coloca a integridade da Copa em risco. A Fifa tem dúvidas importantes sobre a manipulação de resultados publicada pela Der Spiegel. Pedimos que ela nos mande todo o material para que possamos analisá-lo", disse Fischer.

A revista alemã publicou uma entrevista com o fraudador condenado Wilson Raj Perumal, em que ele que previu com precisão o resultado e a expulsão de um jogador camaronês na derrota por 4 a 0 para a Croácia, pela segunda rodada do Grupo A da Copa.

O volante Alex Song foi expulso ainda no primeiro tempo, após dar uma cotovelada nas costas de Mario Mandzukic. O jogo também foi marcado por um incidente perto do fim, quando Benoit Assou-Ekotto deu uma cabeçada no companheiro de equipe Benjamin Moukandjo.

Após as denúncias, a Fecafoot (Federação Camaronesa de Futebol) decidiu abrir investigações sobre o caso.

"Denúncias recentes de fraude em torno dos três jogos de Camarões na Copa do Mundo 2014, em especial em Camarões x Croácia, assim como a existência de 'sete maçãs podres' [em nossa seleção], não refletem os valores e princípios promovidos por nossa administração", disse o órgão, em comunicado.

"Queremos informar o público em geral que, embora ainda não contatada pela Fifa sobre esse assunto, nossa administração já instruiu o comitê de ética para investigar mais a fundo essas acusações", acrescentou a federação.

"Estamos fortemente comprometidos a lançar mão de todos os meios necessários para resolver essa questão perturbadora sem demora", completou o presidente interino da Fecafoot, Joseph Owona.

Além da derrota para a Croácia, Camarões também perdeu para o México por 1 a 0, no dia 13 de junho, em Natal, e para a seleção brasileira por 4 a 1, em Brasília, no dia 23 de junho.

Leia tudo sobre: fifaporta-vozpublicaçãofrauderesultadosmanipulaçãocamarõesfecafoot