Ônibus do Move podem passar por recall após incêndio na av. Pedro I

Se laudo pericial acusar problema de fábrica, os veículos devem ser substituídos; de acordo com o Setra-BH já são 205 veículos do Move rodando e nenhum deles havia registrado problema anteriormente

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) informaram que há a possibilidade de se pedir um recall dos ônibus do Move, caso fique comprovado que há problemas de fabricação nos veículos novos que circulam pela capital.

A suspeita surgiu após um dos ônibus ter pegado fogo, na noite dessa segunda-feira (30), na avenida Pedro I, em frente à Lagoa do Nado, no bairro Itapuã, em venda Nova. O laudo pericial da Polícia Civil ainda não ficou pronto, mas os indícios são de que tenha ocorrido um problema mecânico no ônibus. Na ocasião, ninguém ficou ferido.

Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros foram utilizadas para apagar o fogo. O veículo ficou completamente destruído. No momento do incidente havia sete passageiros no coletivo da linha 61 (Venda Nova / Centro), mas eles conseguiram descer a tempo. Por meio da assessoria de imprensa, o Setra-BH informou, nessa segunda-feira, que houve um defeito de fábrica e que era a primeira vez que o ônibus estava rodando. Segundo o sindicato, já são 205 veículos do Move rodando e nenhum deles havia registrado problema anteriormente. O trânsito na via ficou interditado no sentido centro por mais de uma hora.

Confira vídeos, enviados por leitores de O TEMPO, que flagraram o incêndio.