Quase cortado, zagueiro pode reforçar Costa Rica contra a Holanda

Roy Miller teve rápida recuperação após sentir dores no adutor da perna esquerda e deve ser novidade nas quartas

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

ESPORTES : BELO HORIZONTE - MG - MINEIRAO . Treino da Costa Rica no Mineirao. 
Na foto , Roy Miller
Foto : Joao Godinho / O Tempo 23.06.2014
JOAO GODINHO / O TEMPO
ESPORTES : BELO HORIZONTE - MG - MINEIRAO . Treino da Costa Rica no Mineirao. Na foto , Roy Miller Foto : Joao Godinho / O Tempo 23.06.2014

Considerado fora da Copa, o zagueiro costa-riquenho Roy Miller teve uma rápida recuperação e pode estar em campo contra a Holanda pelas quartas de final da Copa, no sábado (5), em Salvador.

O jogador sentiu dores no músculo adutor da perna esquerda durante treino de cobranças de pênaltis na sexta-feira (27), antes do confronto com a Grécia.

Exames diagnosticaram uma lesão de grau um, o que o afastaria da Copa. Entretanto, a recuperação de Miller espantou os médicos da seleção da Costa Rica.

"Estamos surpreendidos com a recuperação de Miller e pensamos que o podemos ter para o jogo contra a Holanda", disse Adrián Gutierrez, diretor de seleções.

Com isso, o único desfalque certo do técnico Jorge Luiz Pinto é o zagueiro Oscar Duarte, expulso contra a Grécia.

Antes do Mundial, a Costa Rica perdeu o lateral esquerdo Oviedo, titular absoluto da equipe, que não foi chamado após fraturar a perna esquerda.

Já o atacante Saborío, também contundido, chegou a ver seu nome entre os 30 convocados, mas depois foi cortado da pré-lista.

Leia tudo sobre: costa ricaholandaroy millerfutebolrecuperaçãoadutorlesãograu umtratamentoreforço