Polícia prende três pessoas e R$ 12 mil em notas falsas em Ubá

Criminosos traziam as notas de São Paulo e faziam pequenas compras no comércio da região com as cédulas

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Operação contra notas falsas termina com três presos
Divulgação / Polícia Civil
Operação contra notas falsas termina com três presos

Três pessoas foram presas e mais de R$ 12 mil em notas falsas apreendidas em uma operação da Delegacia Antidrogas e Homicídios da Polícia Civil de Ubá, na Zona da Mata Mineira. Há dois meses a Polícia Civil investigava a denúncia de comerciantes de que uma imensa quantidade de  notas falsas estava circulando pelos comércios da cidade.

Para coibir o crime, na última segunda-feira (30), uma equipe de investigadores, sob comando do delegado Rafael Gomes de Oliveira conseguiram identificar três suspeitos e encontraram o local onde as notas eram armazenadas, a origem delas e a forma como os criminosos agiam. 

De acordo com o delegado, os criminosos traziam as notas de São Paulo. “Um dos suspeitos contou que ele comprava R$ 3.000 de notas falsas por mil reais de notas verdadeiras. Eram todas notas de 100 que eram repassadas no dia a dia pelo comércio da cidade. Eles não faziam compras grandes”, explicou o delegado.

Foram presos Alaor Alves Pacheco Junior, 28, Yuri Reis de Souza Freitas, 18 e Deverson Marques Pinto, 27. Com os suspeitos foram apreendidos R$ 12.825 em notas falsas, R$3.400 em notas verdadeiras, uma pistola Bereta 635, quatro munições, uma Saveiro Cross, um cordão de ouro avaliado em R$ 5.000, uma balança de precisão, crack, cigarro de maconha e duas caixas de óleo.

Os presos foram encaminhados para o presídio de Ubá. Eles vão responder pelos crimes de moeda falsa, associação criminosa, receptação qualificada e posse ilegal de arma de fogo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave