Técnico da Nigéria pede demissão depois de eliminação para a França

Informação da saída de Stephen Keshi do comando da seleção nigeriana foi confirmada pela Fifa

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

undefined

O técnico da seleção nigeriana, Stephen Keshi, renunciou ao cargo após a eliminação da equipe da Copa do Mundo. A informação foi divulgada nesta terça (1º) pela Fifa. A Nigéria perdeu para a França por 2 a 0, em Brasília, em confronto das oitavas de final. Na fase anterior, o time havia conquistado a segunda posição do Grupo E, com quatro pontos.

"Amigos, foi uma boa fase e aproveitei cada momento. Foi uma honra treinar as Super Águias [como a seleção nigeriana é carinhosamente conhecida]. Agora, entretanto, é hora de partir", anunciou Keshi em uma rede social.

Aos 52 anos, ele estava no cargo desde 2011. Nesse período, Keshi levou a Nigéria ao título da Copa das Nações Africanas em 2013. No dia seguinte ao triunfo, o treinador pediu demissão, mas foi persuadido pelos dirigentes da federação a permanecer.

Como jogador, Keshi foi capitão da Nigéria na Copa de 1994, nos Estados Unidos. Antes de dirigir a seleção a seleção, ele comandou Togo e Mali.

Leia tudo sobre: NigériaStephen KeshiCopa do MundoFifa