Google compra Songza, empresa de música por assinatura

Empresa pretende incrementar o seu próprio aplicativo de "streaming", o Play Music; movimento pode ser contra-ataque a aquisição do Beats Music pela Apple

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Google anunciou nesta terça-feira (1) a aquisição da Songza, empresa responsável pelo serviço de música por assinatura (semelhante ao modelo do Spotify) para incrementar o seu próprio aplicativo de "streaming", o Play Music. O valor do negócio não foi divulgado.

Acredita-se que o movimento da gigante de busca seja uma espécie de contra-ataque ante a aquisição bilionária de um concorrente do Songza --e, assim, do Deezer, do Pandora e do Rdio--, Beats Music pela Apple.

Nesse negócio, a Apple comprou junto a Beats Electronics, famosa por ter como fundador o rapper Dr. Dre e por vender um fone de ouvido caro e notadamente popular entre jogadores de futebol. O Songza, um dos serviços pioneiros em criar listas de reprodução para os usuários tendo como base o "astral" das músicas (agitado, melancólico etc), foi fundado em 2007 e posteriormente adquirido pela empresa Amie Street --que viria a ser comprada pela Amazon em 2010.

A empresa sempre valeu-se da "curadoria" feita por profissionais de música para propagandear seu serviço --aspecto que pode colaborar para o sistema de recomendações do Google Play Music, um segmento disputado.

Segundo uma reportagem publicada pelo "New York Post", que antecipou a aquisição (datada de depois do anúncio da compra da Beats pela Apple), o valor oferecido pelo Google girava em torno de US$ 15 milhões (cerca de R$ 33 milhões).

A Apple pagou US$ 3 bilhões pela Beats Music e pela Beats Electronics. O valor de mercado estimado para Spotify e Pandora está em torno de US$ 5 bilhões e US$ 4 bilhões, respectivamente.

Segundo uma reportagem do site "The Verge", o montante levantado pelo Songza em rodadas de investimento era de US$ 6,7 milhões.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave