Fifa investiga Fred e outros jogadores por briga no intervalo de Brasi

Confusão envolveu o chileno Maurício Pinilla, que teria sido agredido pelo diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Fred quer homenagear sua falecida mãe com boa exibição em semifinal no Mineirão
Rafael Ribeiro/CBF
Fred quer homenagear sua falecida mãe com boa exibição em semifinal no Mineirão

A Fifa informou nesta terça-feira (1) que o diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, é o único envolvido na briga entre brasileiros e chilenos que está com um procedimento aberto na comissão disciplinar na entidade, mas lembrou que outras pessoas podem ser punidas pela confusão.

A confusão aconteceu no intervalo da partida entre as duas seleções, no sábado.

Paiva foi expulso e recebeu um jogo de suspensão automática por ter dado um soco no rosto do atacante Mauricio Pinilla. A agressão será analisada pelo comitê disciplinar da Fifa que pode aplicar uma pena mais pesada.

"Só abrimos procedimento contra Rodrigo Paiva. Mas o comitê está analisando todo o caso", disse a porta-voz da entidade, Delia Fischer.

A principal investigação está ligada à participação dos jogadores na briga. Na saída para o vestiário, o atacante brasileiro Fred foi flagrado dando um tapa de leve na cabeça do zagueiro chileno Medel.

A agressão do diretor de comunicação da CBF revoltou Pinilla. Via Twitter, o atacante chileno cobrou da Fifa uma punição exemplar ao assessor de imprensa.

"Uma partida para o Rodrigo Paiva? É uma vergonha dar só isso a esse delinquente disfarçado de terno", escreveu.

"Exijo da Fifa uma punição exemplar para Rodrigo Paiva, igual a meu colega Suárez. Isso é ainda mais grave. As imagens estão aí", completou.

O atacante uruguaio, citado pelo atacante chileno, pegou nove jogos oficiais de suspensão e foi proibido de praticar qualquer atividade ligada ao futebol por quatro meses por uma mordida em Chiellini.

Leia tudo sobre: FredCopa do MundoagressãoRodrigo PaivaPinillaMineirãoBrasilchileseleção brasileira