Operação contra cambistas da Copa prende 11 pessoas no Rio e em SP

Grupo atuava em esquemas de venda de ingressos que eram cedidos pela Fifa a patrocinadores, jogadores e ONGs

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Uma operação da Polícia Civil prendeu nove pessoas no Rio e duas em São Paulo na manhã desta terça-feira (1º) sob a acusação de prática de cambismo, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

O grupo estava envolvido em esquemas de venda de ingressos para partidas da Copa do Mundo.As investigações foram conduzidas pela 18ª DP, na Praça da Bandeira, próximo ao Maracanã, e tiveram o auxílio do Ministério Público e do Juizado do Torcedor. Segundo a polícia, os ingressos vendidos pelos cambistas eram verdadeiros, cedidos pela Fifa a patrocinadores, jogadores e ONGs.

Na noite de segunda (30), dois americanos e uma italiana foram presos em flagrante com cerca de 200 ingressos para a Copa, que vendiam pelos sites das empresas Ludus Tours e Red Carpet.

O grupo ocupava um andar inteiro do Hotel Copacabana Merlin, segundo informações da 12ª DP (Copacabana), responsável pela prisão.

Com o trio, a polícia apreendeu US$ 10 mil, 160 euros e 750 dólares australianos. Eles foram autuados por formação de quadrilha e pelo crime de cambismo, previsto no Estatuto do Torcedor, e tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça.