Sem Luiz Gustavo, Fernandinho se oferece para vaga de primeiro volante

Meia da seleção brasileira destacou sua disciplina tática, e deixou claro que vale tudo para ajudar a seleção em mais um complicado desafio

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Ele foi uma das surpresas da lista de Luiz Felipe Scolari, praticamente o que conseguiu uma ‘vaguinha’ na Copa do Mundo no último suspiro. Foi preciso apenas meio tempo em campo contra Camarões e um gol para assumir a titularidade da seleção brasileira. Mas, no duelo com o Chile, pelas oitavas de final do Mundial, Fernandinho esteve longe do futebol eficiente que o colocou como peça sempre lembrada pelos analistas no meio-campo da seleção.

Contra a Colômbia, na próxima sexta-feira, em Fortaleza, ele deverá ganhar uma nova oportunidade. E para garantir presença no jogão que pode selar a passagem do Brasil às semifinais vale até uma mudança de posicionamento. A seleção não poderá contar com Luiz Gustavo, suspenso por conta do segundo cartão amarelo no torneio. Desta maneira, Fernandinho pode até jogar recuado como primeiro volante, e Paulinho retornaria ao meio-campo.

“Eu encaro com naturalidade (mudança de posicionamento). No dia da convocação, fui chamado como primeiro volante, é assim que jogo na Inglaterra. Joguei a última temporada inteira desta forma e não será segredo algum. Mas se ele optar por outro, não terá problema. O importante é que encontremos um equilíbrio”, afirmou o jogador.

“Cada jogador tem um estilo próprio. Quando estou jogando como primeiro volante, procuro focar na marcação e fechar os espaços para não deixar os adversários jogarem. Cada um tem uma maneira de jogar. Vou procurar me adaptar ao estilo do companheiro que jogará ao meu lado”, completou Fernandinho.

Além de Fernandinho, o técnico Luiz Felipe Scolari pode optar pela escalação de um zagueiro para ocupar a vaga de Luiz Gustavo. Neste cenário, Henrique aparece como a principal solução. Nos treinamentos realizados na Granja Comary, o defensor já atuou como um cabeça de área. As dúvidas poderão ser sanadas a partir desta terça-feira, dia em que Felipão começará a esboçar a equipe que encara a Colômbia, no Castelão.