James Rodríguez e Cuadrado: os colombianos que a seleção está de olho

Los Cafeteiros possuem no plantel o artilheiro e o 'garçom' do Mundial; Fernandinho pediu atenção redobrada na próxima sexta-feira, em Fortaleza

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Com grandes atuações, James e Cuadrado vem se destacando na Copa do Mundo
Reprodução/Facebook
Com grandes atuações, James e Cuadrado vem se destacando na Copa do Mundo

Na próxima sexta-feira, em Fortaleza, às 17h (de Brasília), a seleção brasileira entra em campo pelas quartas de final da Copa do Mundo. Após uma classificação heroica frente ao Chile, o adversário da vez será a Colômbia, equipe que vem apresentando o melhor futebol do certame até aqui. Los Cafeteiros possuem nada menos que James Rodríguez, o artilheiro da Copa até aqui com cinco gols marcados, além de outras peças ofensivas importantes como o meia Cuadrado, o melhor ‘garçom’ do Mundial, com quatro assistências.

Em entrevista coletiva na Granja Comary, o volante Fernandinho falou com propriedade sobre a seleção colombiana e demonstrou que a seleção está bem atenta à qualidade dupla.

“Enfrentei o James na Liga dos Campeões. Ele entrou no decorrer da partida e mostrou qualidade técnica. Tem um controle de bola muito bom. Finaliza muito bem. Ele mostrou para todos que o dinheiro que o Mônaco pagou em sua contratação foi muito bem investido. No jogo contra a Colômbia, temos que dar o mínimo de espaço para ele fazer as jogadas pelo meio”, afirmou Fernandinho.

A movimentação de Cuadrado pela ponta direita também foi destacada por Fernandinho.  “Assisti o primeiro jogo deles (Colômbia) contra a Grécia e o primeiro gol me chamou a atenção, pois o Cuadrado avançou pela direita e o Armero chegou. Eles chegam com muita qualidade para finalizar, com laterais e meias. O James e o Cuadrado são os principais articuladores da Colômbia”, declarou.

Para manter o sonho de ser hexacampeão vivo, a seleção brasileira terá que ter muita atenção. O futebol técnico apresentado pela Colômbia fará com que os comandados de Felipão encurtem os espaços e trabalhem a bola com mais agilidade. Neste ponto, Fernandinho também está ciente de que o papel dos volantes brasileiros será fundamental.

“A Colômbia é diferente do Chile. Eles gostam de atacar mais. Gostam de apoiar mais. Os jogadores de meio chegam mais na área. Na marcação, todas as seleções sul-americanas são aguerridas. Marcam forte. Chegam junto. Contra o Brasil, toda vez que eles entram em campo é competição. Temos que saber lidar com isso”, concluiu.