Cuidado com os conflitos malresolvidos

iG Minas Gerais |

Diante dos problemas, dos conflitos em nossa vida, quase sempre colocamos a culpa do problema no outro. Valorizamos a nós mesmos e culpamos os outros. O que reduz os conflitos é não deixá-los acumulados, é termos atitudes de resolvê-los. Todo conflito malresolvido, não foi resolvido. Na Bíblia, temos um homem que é um exemplo de conflito mal resolvido. O nome dele é Aitofel, ele era um dos conselheiros de Davi, e terminou mal. Aitofel cometeu suicídio, porque tinha um conflito malresolvido. Todo conflito malresolvido termina mal.  Em 2 Samuel, capítulo 16, verso 23, diz assim: “O conselho que Aitofel dava, naqueles dias, era como resposta de Deus a uma consulta; tal era o conselho de Aitofel, tanto para Davi como para Absalão”. Esse era um homem usado por Deus. E Davi ouvia Aitofel, que era um dos seus conselheiros, mas houve uma situação que gerou todo um conflito, porque um dos filhos de Davi, chamado Absalão, se revoltou contra o pai. No entanto, ao mesmo tempo, Davi e Absalão recebiam conselho de Aitofel. Ou seja, Aitofel estava “jogando nos dois times”, e por quê? Ele tinha sido ferido por Davi. Esse tinha cometido pecado de adultério com Bate-Seba, neta de Aitofel. Ele nada relatou quanto ao incômodo que isso lhe causava, mas em seu coração estava um conflito malresolvido, e isso era um problema que foi crescendo dentro dele.  Em 2 Samuel, capítulo 11, verso 2, diz que Davi viu uma mulher que se banhava, e era muito formosa. Então, ele mandou perguntar quem era, e lhe disseram que se tratava de Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o heteu. Ele, então, mandou mensageiros buscá-la e deitou-se com ela, cometendo adultério. Bate-Seba era neta de Aitofel e por isso, ele tinha uma ferida, por causa do pecado que Davi cometeu com ela. Uma ferida que não tinha sido curada, e uma ferida pode estar escondida, mas um dia vem à tona. Não existe nada tão oculto que não venha à luz, e quando isso acontece pode ser terrível. Aitofel então encontrou uma oportunidade, o seu coração estava cheio de raiva, de um desejo de vingança.  Absalão tinha se revoltado contra o seu pai, Davi, e queria tirá-lo do trono, então, se ligou a Aitofel. Houve dois conselhos para Davi e um deles foi: “Fuja de Absalão”. Aitofel se ligou ao filho que conspirou contra o pai, Absalão, que acabou morrendo depois de tanta confusão que causou a Davi e a si mesmo. E Aitofel foi destruído pela sua ferida emocional (cf. 2 Samuel 17). Ele era um homem honrado, mas por causa de um problema malresolvido em seu coração acabou escolhendo o caminho da vingança. Ficou alimentando todo sentimento de vingança em seu coração, e dizia que sua hora iria chegar, esperando a oportunidade. Mas a hora da vingança não chegou, conforme esperava. “Vendo, pois, Aitofel, que não fora seguido o seu conselho, albardou o jumento, dispôs-se e foi para casa e para a sua cidade; pôs em ordem os seus negócios e se enforcou; morreu e foi sepultado na sepultura de seu pai.” (2 Samuel 17:23). O problema não resolvido acabou sendo resolvido da pior maneira possível. Durante muito tempo Aitofel estava junto a Davi, mas queria vê-lo destruído. Se aliou a Absalão que se levantou contra o pai, mas quando toda conspiração não deu certo, ele voltou para casa, colocou a ca<CW0>sa em ordem e se enforcou.  Querido, os conflitos são inevitáveis, mas a nossa responsabilidade sempre é buscar a solução. O impacto dos conflitos vamos experimentar, mas a Palavra de Deus nos mostra os caminhos para resolvê-los. Não estamos na Terra simplesmente por entretenimento, mas para vivermos o que o Senhor tem para nós. Não existe nada que se passe na sua vida que não seja pertinente para Deus. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave