Mujica chama dirigentes da Fifa de "velhos filhos da puta"

Presidente do Uruguai protestou contra a entidade internacional de futebol usando termos fortes, em entrevista para a televisão pública uruguaia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Matilde Campodonico /associated press
undefined

O presidente de Uruguai, José Mujica, é realmente um sujeito que dispensa protocolos instituídos, especialmente no mundo da política. Portanto, ele não se furtou de opinar sobre o caso Luis Suárez,  punido com nove partidas internacionais, quatro meses de inabilitação para qualquer atividade relacionada com o futebol e 82.000 euros de multa pela mordida que deu no jogador italiano Giorgio Chiellini durante o Mundial.

Recorrendo ao bom e velho vocabulário das torcidas de futebol, o presidente Mujica insultou duramente os dirigentes da FIFA ao chamá-los de "velhos filhos de puta" ,por causa da multa imposta a Suárez.

Talvez ele tenha sido "contaminado" pelo calor das arquibancadas ao dar a  forte declaração para um rede de televisão local, já que o presidente estava no aeroporto de Montevidéu,  junto aos muitos  torcedores que esperavam os jogadores da seleção uruguaia desembarcar de volta ao país depois da derrota contra a Colômbia no último sábado.

Depois de fazer o comentário, Mujica ainda tapou a boca, em ato de auto-censura, mas disse que o jornalista poderia publicar a declaração se quisesse.

Ele ainda qualificou o castigo dado ao atacante como "fascista". "Podiam aplicar uma sanção, mas não multas fascistas", declarou ao jornalista de La Hora dos Deportes, programa da televisão pública uruguaia.

 

Leia tudo sobre: COPA DO MUNDO