Pinilla se revolta com pena de Paiva: 'devia ser como a de Suárez'

Jogador chileno, que afirma ter recebido um soco na cara de assessor da CBF, achou punição branda e exige sanção exemplar

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pinilla teria sido agredido por diretor da CBF
Bruno Magalhaes/AP
Pinilla teria sido agredido por diretor da CBF

A confusão entre Rodrigo Paiva, assessor de comunicação da CBF, e o atacante chileno Pinella ainda deve render muitos capítulos. Pouco depois de a Fifa anunciar a punição do brasileiro, acusado de dar um soco no jogador durante o intervalo do jogo no Mineirão, o atleta fez duras críticas à entidade máxima do futebol.

“O senhor Rodrigo Paiva me agrediu com um soco no túnel sem razão...a Fifa não pode proteger esse 'delinquente'. A Fifa precisa intervir, é algo gravíssimo! Não pode vir qualquer um e agredir um jogador, muito menos um assessor de imprensa! Uma partida para Rodrigo? Deveriam dar uma pena para esse disfarçado de criminoso”, reclamou ele, por meio de sua conta pessoal no Twitter.

E tudo não parou por aí. Revoltado, Pinilla comparou situação com o caso de seu “amigo” Suárez, que mordeu o zagueiro italiano Chiellini e foi suspenso por nove jogos e ainda banido do futebol pelos próximos quatro meses. A princípio, Paiva está de fora apenas do próximo jogo do Brasil, que será contra a Colômbia.

“Suárez, por uma mordida, arrisca sua carreira... Um chefe de imprensa pega uma partida por um soco no rosto? Fifa?? Exijo uma sanção exemplar para Rodrigo Paiva igual a do meu amigo Suárez! Isso é mais grave ainda, as imagens existem!”, esbravejou o jogador.

As imagens do desentendimento não se tornaram públicas ainda, mas Paiva garante que houve uma briga generalizada e ele teria apenas empurrado Pinilla para se defender.

Leia tudo sobre: pinillabrigaataquesocorodrigo paivacbfbrasil x chilemineirãosuárezmordidapuniçãosuspensãosanção exemplar