Empresa tem dispensa de licença

iG Minas Gerais |

Do restaurante Mirante da Serra, da família Santana, bem perto do local onde a Gerdau faz mineração, Zilda Santana consegue ver as movimentações da Gerdau. “Um dia, uma das minhas irmãs tentou entrar na propriedade e os seguranças ameaçaram soltar os cachorros em cima dela. Como podem colocar uma placa alegando que a terra é deles? É como retirar você da sua casa e ficar na porta para te impedir de entrar”, lamenta a empresária.

“Eles querem colocar um estacionamento para os caminhões deles na nossa terra. Mas estamos em um km e eles apresentaram licença de outro lugar. Há poucos dias, a Polícia Ambiental chegou a vir aqui e mandou que eles parassem”, conta Zilda, que levou a reportagem ao local. Ao ver a equipe, o segurança tirou um cão de um pequeno canil.

Por meio de nota, a Gerdau “afirma que mantém vigilância constante em toda a sua extensão territorial, visando contribuir para a segurança de seus imóveis, colaboradores e prestadores de serviço”. A companhia informou que recebeu notificação da Polícia Ambiental de Nova Lima, a qual solicitou a interrupção de atividades em área ambiental regularizada. Disse ainda que a determinação está sendo cumprida até que se emita parecer.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semad)confirmou que a empresa tem dispensa de licença para suprimir a vegetação considerada invasora, e para implantar o estacionamento das carretas. (QA)

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave