“Na Moral” estreia terceira temporada

Programa comandado por Pedro Bial volta ao ar na próxima quinta-feira

iG Minas Gerais |

Pedro Bial diz que a ideia é que todos possam falar o que sentem
Globo/João Miguel Júnior
Pedro Bial diz que a ideia é que todos possam falar o que sentem

SÃO PAULO. Na próxima quinta-feira, dia 3, Pedro Bial está de volta com o “Na Moral” (Globo). O programa de debates chega à sua terceira temporada, que terá apenas sete episódios e será mais curta do que as anteriores por conta da campanha eleitoral – foram nove episódios na primeira temporada e 13 na segunda. 

Os temas, conta Bial, serão interligados. “São assuntos 100% brasileiros, que têm relação direta com o momento que passamos. O primeiro, por exemplo, será identidade brasileira. Falamos sobre o nosso famoso jeitinho, sobre a hospitalidade do povo e o olhar dos estrangeiros sobre o nosso país”, adianta o apresentador. O ator Tony Ramos e o economista Eduardo Giannetti são os convidados do programa de estreia da nova temporada.

As atrizes Taís Araújo e Zezé Mota estarão no episódio que falará sobre racismo. “Elas viveram a personagem Xica da Silva na TV e no cinema e vão discutir o papel das atrizes negras na arte, no país e no mundo”, fala Bial.

Manter o debate. Embora a atração esteja pelo terceiro ano consecutivo no ar, o apresentador reforça que é preciso manter o debate na TV aberta. “O ‘Na Moral’ é um programa em que assuntos típicos da TV paga são levados para um ambiente popular. Não podemos deixar que esse tipo de atração desapareça”, comenta o apresentador.

Mediador do bate-papo, Bial revela que pede o aplauso da plateia, mesmo quando não concorda com a opinião do convidado. “Tenho que engolir a seco, respirar, contar as letras da palavra democracia. É possível discordar de alguém com educação e firmeza”, afirma. “O desejo é que os convidados possam falar o que sentem. O programa é um espaço para desabafos”, dispara.

O “Na Moral” vai ao ar à 0h05.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave