Canções produzidas além da inspiração Compositor mineiro lança disco “Canções na Cesta” e apresenta fórmula para compor Ricardo dos Reis

Compositor mineiro lança disco “Canções na Cesta” e apresenta fórmula para compor

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Disco. “Canções na Cesta” reúne 11 faixas autorais do compositor mineiro Ricardo dos Reis
Reprodução / Arquivo pessoal
Disco. “Canções na Cesta” reúne 11 faixas autorais do compositor mineiro Ricardo dos Reis

Certamente é difícil acreditar que o solo de “Sweet Child O' Mine” ou que a emblemática “Construção”, toda terminada em paroxítonas por Chico Buarque, sejam meros objetos de dedicação musical, ao invés de genialidade. Mas para o compositor e cantor mineiro Ricardo dos Reis, 55, a teoria por trás das super-canções tem uma lógica. É isso o que ele tenta explicar através do recém-lançado disco independente “Canção na Cesta”, que além de apresentar um som regional com pegada de baião, bossa-nova e MPB, ensina, através de palestras musicais, os métodos ideais para compor.

Longe de ter a pretensão de desvendar uma receita do sucesso, o músico Ricardo dos Reis, especializado em Educação Musical pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), leva a teoria da sala de aula para a prática simples. “O que quero mostrar é que a disciplina e a rigidez fazem parte da música. Nenhum grande cantor ou compositor espera a inspiração bater. Às vezes ela chega, mas existem caminhos para irmos atrás dela”, avalia o músico.

Com mais de dez anos de experiências musicais, o compositor mineiro avalia que a composição deve ser pensada e tratada como uma tarefa rotineira, assim como bater o cartão de ponto no trabalho ou ir fazer uma prova na escola. Para isso, ele sugere dois passos simples: tirar uma hora específica do dia para compor e registrar tudo por anotações, independente da qualidade do resultado obtido. “Isso é um exercício de estímulo pessoal. Da obrigação de compor, nascem ideias distintas que podem ser aproveitadas aos poucos e com qualidade. Se o músico souber que constantemente pode criar, ainda que não seja nada genial, vários fragmentos dessa criação podem vir a ser boas apostas na música”, diz.

Pensando nisso, o disco “Canção na Cesta” reúne 11 faixas autorais produzidas inteiramente neste processo de composição. “Todo dia eu tirava mais de uma hora para compor e tentava me desapegar, não tocar nem cantar depois do processo. Aí foram nascendo as músicas”, conta. Com parcerias dos músicos Felipe Lobo e Mamour Bah, todo o álbum foi gravado no Sheffield Studio, no bairro Funcionários, em cerca de um ano. No repertório, canções que vão desde o baião “Faixa 1”, passando pelo samba “Faixa 3”, até a balada “Faixa 9”, ao estilo Clube da Esquina.

PALESTRAS. Apesar do show do disco ainda não ter estreado, como o álbum é patrocinado com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultural, Ricardo dos Reis inicia agora uma série de palestras gratuitas nos centros culturais da Prefeitura de Belo Horizonte. Com duas conversas organizadas nos centros culturais São Bernardo e Lagoa do Nado, o próximo encontro com a comunidade musical de Belo Horizonte está marcado para o dia 12 de julho, no Centro Cultural Zilah Spósito(rua Carnaúba, 286, bairro Jaqueline), a partir das 11h.

Agenda

O quê. Ricardo dos Reis – “Canção na Cesta”

Quando. O disco está á venda por R$ 26, por enquanto apenas na Acústica CD (rua Fernandes Tourinho, 300, Savassi)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave