Argélia não tem 'nada a perder' contra a Alemanha, diz técnico

Equipe argelina que nunca havia passado às oitavas-de-final em Copa do Mundo espera complicar a vida da seleção alemã

iG Minas Gerais | FOLHA PRESS |

Treinador bósnio afirmou que a equipe da Argélia é ambiciosa e quer ainda visitar o Rio de Janeiro, no Mundial
Vahid Halilhodzic Oficial/reprodução
Treinador bósnio afirmou que a equipe da Argélia é ambiciosa e quer ainda visitar o Rio de Janeiro, no Mundial

O técnico da Argélia, Vahid Halilhodzic, disse que a sua equipe "não tem nada a perder" no jogo contra a Alemanha, nesta segunda-feira, e contou que tenta convencer seus jogadores a esquecer a imagem de "zebra" do Mundial.

Os africanos, que nunca tinham passado da primeira fase em Copas, enfrentam os alemães pelas oitavas de final em Porto Alegre, às 17h.

"Os alemães têm altos e baixos, é verdade, e alguns times tiraram proveito disso. Mas normalmente são muito bons. Já conversei com todos os meus jogadores para tirar essa sensação de inferioridade, de quem são zebras", afirmou, neste domingo.

O técnico, que nasceu na Bósnia, disse que a equipe é ambiciosa e que quer ainda visitar o Rio de Janeiro no Mundial -anteriormente, a seleção passou por Belo Horizonte, Porto Alegre e Curitiba. "Por exemplo, visitar Copacabana, pelo menos. Seria bom."

Favoritos

Na entrevista, o técnico foi questionado sobre a eliminação de equipes da Europa que eram consideradas favoritas ao título.

Disse que a Espanha caiu devido à "falta de ambição" provocada por já ter vencido tudo nos anos anteriores. Citou outros fatores que pesaram, como o cansaço dos atletas e a convocação de jogadores que não estavam se esforçando o suficiente.

Ramadã

O treinador se irritou ao ser questionado sobre se seus jogadores farão jejum durante o Ramadã, o mês sagrado para os islâmicos. No período, os muçulmanos têm o compromisso de não ingerir alimentos ou água entre o nascer e o pôr do sol.

Halilhodzic afirmou que essa é uma questão privada de cada jogador e que sempre concedeu "total liberdade" a eles. A seguir, disse que a pergunta era desrespeitosa e ameaçou encerrar a entrevista se o assunto voltasse a ser mencionado.

Na manhã deste domingo, os jogadores da Argélia fizeram um passeio a pé por ruas próximas ao hotel onde estão hospedados, na zona norte da capital gaúcha.

À tarde, eles treinaram na Arena do Grêmio, mas apenas parte da atividade foi aberta à imprensa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave