Favoritos, alemães enfrentam adversário indigesto

Seleção da Alemanha terá pela frente uma equipe que ela nunca conseguiu vencer; foram dois jogos até hoje com duas vitórias para os argelinos

iG Minas Gerais | FOLHA PRESS |

O treinador Joachim Low terá a missão de levar seus comandados a primeira vitória da Alemanha diante da seleção da Argélia
DFB-Team Oficial/reprodução
O treinador Joachim Low terá a missão de levar seus comandados a primeira vitória da Alemanha diante da seleção da Argélia

Apontada como uma das candidatas ao título, a Alemanha entrará em campo nesta segunda-feira (30) para o jogo decisivo das oitavas de final contra uma seleção que ela nunca venceu em partidas oficiais: a Argélia. As duas equipes se enfrentaram apenas duas vezes, com duas vitórias para os argelinos. Uma delas, na Copa de 1982, na Espanha, é lembrada como uma das maiores zebras da história e está no centro de uma polêmica.

Naquele ano, apesar da vitória sobre os alemães, os argelinos acabaram eliminados. A queda veio com a vitória da Alemanha sobre a Áustria (1 a 0), em Gijón. Após a abertura do placar, que daria a classificação para as duas seleções da Europa, os jogadores passaram o restante do jogo apenas trocando passes. Agora, Alemanha e Argélia voltam a se enfrentar 32 anos depois, às 17h de segunda, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Apesar do histórico polêmico, o técnico alemão Joachim Löw procurou minimizar o clima de revanche: "Estou um pouco confuso. Os jogadores nem eram nascidos. Não posso entender. Para nossos jogadores, os pensamentos de vingança não são um problema", afirmou.

Líder do Grupo G, a Alemanha começou sua participação no Mundial de forma arrasadora ao vencer Portugal por 4 a 0. O time continuou jogando bem, mas esteve longe do desempenho excepcional da primeira rodada: empatou em 2 a 2 com Gana e venceu os EUA por apenas 1 a 0. Com muito toque de bola, a Alemanha é, ao lado, da Itália, já eliminada, a seleção com o melhor passe nesta Copa: 85% de passes corretos, segundo a Fifa.

Para o duelo com os argelinos o técnico Löw não poderá contar com o atacante Podolski, lesionado. Em seu lugar deve entrar Mario Götze. Na lateral direita, Boateng se recupera de uma inflamação e é dúvida. Para o lugar dele, deve entrar outro zagueiro improvisado, Mustafi. Já no meio de campo a dúvida é quem jogará ao lado de Philipp Lahm e Tony Kroos. A disputa pela terceira vaga está entre Schweinsteiger e Khedira.

Já do lado argelino, o técnico bósnio Vahid Halilhodzic sempre faz questão de lembrar a partida de 1982. "Ainda não nos esquecemos. Falamos frequentemente sobre esse jogo e agora a história se repete", declarou após conquistar a vaga inédita nas oitavas. A equipe ficou em segundo lugar no Grupo H.

Na estreia, contra a favorita Bélgica, os argelinos saíram na frente, mas acabaram permitindo a virada (2 a 1). O time se recuperou no jogo contra os coreanos ao vencer por 4 a 2 e garantiram a vaga com o empate em 1 a 1 com os russos.

ALEMANHA

Neuer; Boateng (Mustafi), Mertesacker, Hummels e Höwedes; Schweinsteiger (Khedira), Lahm e Kroos; Özil, Müller e Götze T.: Joachim Löw

ARGELIA

Mbolhi; Mandi, Medjani, Bouguerra, Halliche e Mesbah; Brahimi, Djabou, Feghouli e Bentaleb; Slimani T.: Vahid Halilhodzic

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Horário: 17h

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Brasil)

NA TV: Band, Globo, Bandsports, ESPN Brasil, Fox Sports e SporTV

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave