'Panicat' chilena se empolga por 'ganhar' páginas do Super e O Tempo

Jornalista Jhendelyn Nuñes, da TV Chile, até usou uma rede social para divulgar publicação do jornal mais lido de MG

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Jhendelyn Nuñes gostou tanto de aparecer nas páginas de O Tempo e do Super que até pediu para ser fotografada com o jornal
WEBREPÓRTER/GUILHERME GUIMARÃES
Jhendelyn Nuñes gostou tanto de aparecer nas páginas de O Tempo e do Super que até pediu para ser fotografada com o jornal

Os bastidores do jogo entre Brasil e Chile ferveram com a presença da jornalista Jhendelyn Nuñes, chilena considerada como uma das musas da Copa do Mundo no país. Horas antes do jogo que abriu às oitavas de final, no centro de mídia da Fifa, no Mineirão, veículos de imprensa de todo o planeta se renderam ao charme e provocação de Jhendelyn.

Na sexta-feira, um dia antes da imprensa mundial ter descoberto o “furacão chileno”, os jornais Super Notícia e O Tempo já haviam destacado a presença da jovem em Belo Horizonte. Bonita, Jhendelyn foi personagem da matéria “Panicat chilena vira atração na porta da Toca”, texto que ela mesmo leu e gostou.

“Que fantástico. Adorei. Olha aqui, pessoal. Saímos em um jornal brasileiro. Muito bacana”, disse Jhendelyn à reportagem, ainda nos arredores do Gigante da Pampulha.

Em sua conta pessoal no Instagram, a jornalista publicou uma foto da contracapa do Super Notícia, do dia 28 de junho. Na página, a imagem de Jhendelyn “seduzindo” e brincando com um cabo da Polícia Militar na porta da Toca II. 

Leia tudo sobre: jhendelyn nunesmusa da copaCopa do Mundo