PHS define em convenção se terá candidato próprio

Presidente estadual da sigla defende ideia e espera ter versão local de aliança com o PSB

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

“Daremos espaço e palanque a Eduardo Campos”, disse Marcelo Aro
Mila Milowski - 10.1.2014
“Daremos espaço e palanque a Eduardo Campos”, disse Marcelo Aro

O PHS realiza hoje convenção estadual para decidir os rumos do partido nas eleições de outubro em Minas. A sigla vai anunciar oficialmente se lançará candidatura própria ao governo do Estado ou se irá apoiar outra legenda. O evento será na Assembleia Legislativa, às 9h.

Na última quarta-feira, o presidente estadual da sigla, vereador Marcelo Aro, disse que o PHS quer ter o empresário e ex-deputado federal Vittorio Medioli como candidato ao Executivo. “A nossa vontade é ter candidato do PHS, um nome que apresente propostas. Apoiamos o PSDB em 2010, mas, desde então, somos independentes em Minas e na capital”, destacou o dirigente.

Hoje é o último dia para que a legenda defina seu posicionamento no pleito, já que amanhã é o prazo final determinado pela legislação eleitoral para que as candidaturas sejam registradas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Poderá influenciar na decisão do PHS a resolução do PSB do Estado de lançar o ex-deputado federal e ex-prefeito de Juiz de Fora Tarcísio Delgado como candidato ao governo. O ex-prefeito é pai do presidente do PSB em Minas, deputado federal Júlio Delgado.

O PSB já era considerado o principal alvo do PHS para que fosse acertada uma aliança. “Vamos tentar reeditar a aliança nacional com o PSB também em Minas. Se o Eduardo quiser vir a Minas mostrar suas propostas, daremos palanque e espaços a ele”, enfatizou Aro, na última quarta-feira.

Surpresa. A decisão dos socialistas de lançarem Tarcísio Delgado surpreendeu. Até então o nome mais cotado era de seu filho Júlio Delgado depois que o ambientalista Apolo Henringer desistiu de manter seu nome no páreo. Heringer chegou a anunciar que iria se desfiliar do PSB, mas, um dia depois da convenção, voltou atrás e afirmou que iria esperar mais um pouco para bater o martelo na decisão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave