Avacoelhada

iG Minas Gerais |

O objetivo das contratações deve ser o de qualificar a equipe. Em pouquíssimos casos, apostar em jogadores sub-23, mas com possibilidades de retorno dentro de campo e também financeiro. Eduardo, de 25 anos, foi contratado só para compor o grupo ou vai ser reforço com capacidade de disputar a titularidade da lateral-esquerda? O jogador para ganhar a posição do Gilson precisa ser bom marcador e ótimo apoiador. Nas redes sociais, o nome do Eduardo Costa, ex-volante do Felipão na seleção brasileira, foi comentado entre os americanos como possível contratação. Nesse caso, seria o atleta experiente e qualificado que o América tem condições de contratar. Ainda falta um meia ofensivo, para substituir ou jogar ao lado do Tchô ou Mancini; um atacante de velocidade para puxar contra-ataques e marcar gols; e um goleiro. Deola foi sugerido pelos torcedores.  A voz da Massa Saudações verde-amarelas! Que sufoco foi aquele diante do Chile, meus amigos! Nós, brasileiros, sofremos muito com aquele jogo, todos com um único temor: e se o Brasil perde essa Copa? Que desolação não será, já que todos esperamos a conquista do hexa na nossa casa. Ainda bem que no fim deu tudo certo, mas nós temos que admitir que o Brasil ficou longe de fazer uma boa partida, e mais longe de empolgar o torcedor. Ainda bem, também, que os atleticanos presentes no Mineirão se lembraram do nosso grito de guerra, e ao som do “eu acredito” mostraram ao o mundo como é que se empurra um time. Agora a coisa vai ficando mais apertada, e se Felipão quiser evitar mais sofrimento precisa fazer duas coisas: corrigir urgente todos os erros da seleção brasileira, principalmente a falta de criatividade em campo; e tirar o Fred do time, pois com ele o Brasil joga com um homem a menos. A voz Celeste Haja coração! O Mineirão, nossa casa, recebeu pela primeira vez em Copas do Mundo a seleção brasileira, mas a emoção é antiga. Eu não imaginava que seria tanto sufoco. Não sou daqueles jornalistas que na hora em que tem um obstáculo começa a colocar defeito e, às vezes, até achar defeito. Mas a seleção brasileira jogou muito mal, e o nosso treinador errou na hora das modificações. Há quanto tempo estou falando que somos carentes de bons treinadores e os nossos países vizinhos fazem bem mais técnicos do que o país do futebol? Depois do sufoco, a estrela de Julio Cesar brilhou nas penalidades. O que interessa é que estamos nas quartas de final. Sou cruzeirense, mineiro e brasileiro, e estou torcendo como ninguém para o sucesso da nossa seleção. Além disso sou otimista e depois dessa classificação eu vi que estamos mais próximo do hexa. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave