Treinador tem a missão de impedir novos 'ataques ao coração'

Comandante da seleção brasileira espera que os mais jovens aprendam com os erros para serem decisivos no futuro

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Treinador garante que seleção está se montando aos poucos para a Copa do Mundo de 2014
Jefferson Bernardes / VIPCOMM
Treinador garante que seleção está se montando aos poucos para a Copa do Mundo de 2014

A tensão deste sábado, no Mineirão, só terminou depois que Jara perdeu a última penalidade do Chile, contra o Brasil. O dramático triunfo da seleção verde-amarela nos pênaltis foi um teste ao coração de muitas pessoas do país. Caberá a Luiz Felipe Scolari e seus comandados impedirem que novos sustos aconteçam nesta Copa do Mundo.

“Essa questão de enfartar depende dos exames de cada um antes da Copa. E os jogos são assim, emocionantes, equilibrados. Às vezes, quem não aproveita uma ou duas oportunidades, como não aproveitamos, pode pagar caro, como quase pagamos. Tivemos aquela bola na trave aos 118 minutos de jogo. Mas muitos pontos nos preocupam e vamos trabalhar”, declarou Felipão.

Por outro lado, o treinador brasileiro procura também ver o lado positivo das falhas, a fim de se colher bons frutos no futuro.

“Temos uma equipe nova. Mesmo os jogadores mais experientes podem sentir numa Copa do Mundo. Quem diz que não sente está mentindo. É um jogo diferente, não é um jogo comum. Temos gente nova, que, aos poucos, vai ganhando experiência”, destacou.

Com o intuito de ilustrar seu pensamento, Felipão citou o meia-atacante Willian. “Hoje (sábado), o Willian perdeu pênalti, mas ele ganha experiência. Vai acrescentar algo pra ele no futuro. Vamos orientar e trabalhar. Temos uma boa seleção. Não somos piores, nem melhores que os outros classificados”, afirmou.

Leia tudo sobre: FelipãoScolaritécnicoCopa do MundosufocoemoçãojovensChileoitavas de finalquartas de final