Um fusca, uma torcida

Pequeno grupo de torcedores chilenos são tietados antes da partida

iG Minas Gerais | Natália Rosa/João Paulo Costa |

Ao canto de “chi chi chi le le le”, um pequeno grupo de torcedores chilenos fez muita festa nesta tarde de sábado na rua Inconfidentes, na Savassi. Antes do início da partida entre Brasil x Chile, os torcedores de la roja foram tietados por vários torcedores brasileiros em frente a um bar.

Eram pedidos constantes de fotos vindos dos brasileiros, brindes de cerveja entre eles e muita confraternização. O motivo? A animação do grupo que não parava de cantar um só minuto e, o principal - um fusca todo estilizado com as cores da bandeira do Chile e frases que evocavam à força seleção, que chamava a atenção de todos que ali estavam.

O fusquinha, ano 76, de propriedade do chileno Cláudio Troncoso, que é pastor de uma igreja evangélica no bairro Dona Clara, região da Pampulha foi “tunado” há poucos dias. “Sou missionário aqui e para receber meus compatriotas resolvi plotar o carro há poucas semanas. Isso tem feito que vários chilenos de várias partes da país se identifiquem com o carro e venham até mim. Aí, aumentamos nossa torcida e ainda faço amizades”, comenta.

Além dos chilenos que estavam junto de Troncoso, os torcedores belo-horizontinos aproveitaram para fazer fotos com o fusquinha estilizado. Conceição Marília, moradora da capital mineira ficou amiga do grupo e era só elogios. “Me identifico com os chilenos de um modo muito particular, eles são sempre carinhosos, educados e receptivos. Além disso, tenho um filho que vive em Santiago há oito anos e tem grande paixão por eles. O Chile acolheu meu filho e agora é hora de retribuir”, declara.

Leia tudo sobre: futebolcopa do mundochile