Julio Cesar muda história e é aclamado por público mineiro

Depois de quatro anos convivendo com cobranças por erros na Copa de 2010, goleiro brasileiro brilhou e defendeu dois gols nas cobranças de pênalti

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

O nome do jogo: no Mineirão, goleiro deixou pra trás impressão ruim e garantiu Brasil nas quartas
Jefferson Bernardes/VIPCOMM
O nome do jogo: no Mineirão, goleiro deixou pra trás impressão ruim e garantiu Brasil nas quartas

Quem um dia foi execrado, tido como vilão e principal responsável por uma eliminação de um time pode dar a volta por cima e se tornar o herói de uma nação. Ele só precisa de uma chance. O goleiro brasileiro de 2010 sofreu bastante por conta dos erros cometidos nas quartas de final, contra a Holanda. Mas o voto de confiança de Luiz Felipe Scolari o transformou em um gigante e no salvador do combinado canarinho nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014. Obrigado, Julio Cesar!

O camisa 12 cresceu nas cobranças de pênaltis, se tornando uma parede quase que intransponível. Com toda certeza, Pinilla e Sánchez terão pesadelos por muito tempo com o arqueiro, que evitou que os dois chilenos balançassem as redes. E ao ver Jara acertando a trave, na quinta chance de ‘La Roja’, o goleiro foi para os braços dos companheiros de time.

Os gritos de “Julio Cesar”, ecoados por todo o Mineirão durante vários minutos, foram o reconhecimento, após uma batalha dramática, com contornos épicos, sofrível até o último suspiro, mas que terminou com um desfecho feliz para uma camisa amarela pentacampeã.

O homem debaixo das traves manteve vivo o sonho do hexacampeonato mundial e evitou um “Minerazzo”, que os chilenos tanto queriam.

No tempo normal, Julio já havia protagonizado um milagre, ao defender um petardo de Aranguiz.

Já no final da prorrogação, teve uma ajudinha dos céus. O arqueiro já estava batido, quando Jara acertou o travessão. Em Copa do Mundo, arqueiro que faz milagre, também tem que ter estrela. E Julio Cesar mostrou que tem, queimando a língua de muitos críticos em todo o Brasil.

E fica a esperança que Julio continue a queimar mais línguas, opere novos milagres e seja fundamental na trajetória da seleção. Mas, o time também tem que fazer por onde, algo que não aconteceu na tarde deste sábado. Que a atuação magistral do goleiro possa inspirar todos os atletas da equipe canarinho.

Leia tudo sobre: julio cesargoleiroarqueiroheróidefesapênaltibrasilchilemineirãooitavascopa do mundoclassificação