Uruguai já avisou Fifa que irá apelar de punição de Suárez

Com a intenção já registrada, os dirigentes uruguaios têm até o fim da próxima semana para apresentar à entidade que gere o futebol mundial o documento com os argumentos

iG Minas Gerais | Folhapress |

MARCELO MACHADO DE MELO
undefined

 A Fifa recebeu na noite de sexta-feira (27) uma notificação da AUF (Associação Uruguaia de Futebol) informando que entrará com um recurso contra a suspensão que tirou Luis Suárez da Copa do Mundo.

Com a intenção já registrada, os dirigentes uruguaios têm até o fim da próxima semana para apresentar à entidade que gere o futebol mundial o documento com os argumentos de por que o caso deve ser julgado novamente.

Caso a Fifa aceite o recurso, o episódio será julgado pelo comitê de apelação, não mais pelo comitê disciplinar, como na primeira instância.

Ainda que o recurso seja rejeitado, a AUF poderá apelar à CAS (Corte Arbitral do Esporte) para conseguir um efeito suspensivo ou pelo menos a redução da pena.

O atacante foi suspenso por nove jogos oficias de sua seleção, o que pode tirá-lo até de parte das eliminatórias da Copa de 2018, e proibido de praticar qualquer atividade ligada ao futebol por quatro meses.

Suárez mordeu o zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante a vitória, em jogo válido pela última rodada do Grupo D do Mundial. O árbitro mexicano Marco Rodríguez não o expulsou de campo, mas o lance foi analisado posteriormente por vídeo.

A suspensão foi vista como excessiva pelos cartolas uruguaios. O técnico Óscar Tabárez acusou a Fifa de aplicar critérios diferentes no julgamento de cada caso de violência.

O francês Sakho, por exemplo, não teve nenhum procedimento disciplinar aberto pela cotovelada dada no equatoriano Erazo, também pela rodada final da primeira fase.

Leia tudo sobre: suarezmordidauruguaicopa do mundo