Mineirão recebe certificação máxima de sustentabilidade

Estádio mineiro, palco de Brasil e Chile, neste sábado, é o primeiro e único do país a ganhar a qualificação

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Polícia e segurança precisaram intervir na arquibancada
SUPER FC
Polícia e segurança precisaram intervir na arquibancada

Na última sexta-feira, véspera do duelo entre Brasil e Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, o Mineirão recebeu o Selo Platinum do U. S. Green Building Council (USGBC), órgão responsável pela certificação utilizada em 143 países para incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações. Esta é a categoria máxima da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), e o estádio mineiro é o primeiro e único do país a ganhar a qualificação. Para conquistar o certificado, a concessionária Minas Arena cumpriu oito itens considerados pré-requisitos, além de apresentar inovações sustentáveis, como o caso da fonte de energia renovável do Mineirão. A Usina Solar Fotovoltaica, em parceria com a Cemig, tem potência instalada de 1,42 MWp, com cerca de 6 mil módulos fotovoltaicos, e toda energia gerada é injetada na rede de distribuição da Cemig. Durante as obras, mais de 90% dos resíduos gerados foram reutilizados ou reciclados, as mais de 50 mil cadeiras foram doadas para ginásios e estádios, a sucata metálica foi enviada a empresas de reciclagem, além da instalação de um sistema de reaproveitamento de água.

Leia tudo sobre: copa do mundomineiraorecebeselosustentabilidadejogobrasilchile