Brasil x Chile: o início da saga dos fotógrafos

A partida válida pelas oitavas de final começa apenas às 13h, mas o trabalho começa bem antes

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Fotógrafos iniciam os trabalhos desde cedo para o duelo das 13h no Mineirão entre Brasil e Chile
FERNANDO ALMEIDA/O TEMPO
Fotógrafos iniciam os trabalhos desde cedo para o duelo das 13h no Mineirão entre Brasil e Chile

São 7h de sábado e muitos que estarão lotando as arquibancadas do Mineirão para ver as oitavas de final da Copa do Mundo entre Brasil e Chile ainda estão em suas camas em um sono profundo. No Gigante da Pampulha, uma fila se forma a frente do portão 3, onde a imprensa adentra o estádio. Tem início a saga dos fotógrafos.

Para o duelo deste sábado, brasileiros e chilenos têm prioridade para escolher os lugares que ficarão posicionados no gramado com suas câmeras e grandes lentes em busca do melhor ângulo e, claro, da melhor foto, mas os brazucas dominam o início dos trabalhos no estádio. Agências internacionais já têm garantido os pontos mais requisitados por todos.

A fila fora do estádio, porém, é apenas a primeira a ser enfrentada. No centro de mídia, outras linhas são formadas, primeiro para marcar o posicionamento em campo e, na sequência, para conseguir o ‘empréstimo’ de equipamentos fornecidos por Canon e Nikon.

O tempo passa e os primeiros torcedores começam a dar as caras no entorno do Mineirão e os fotógrafos se lançam para iniciar os cliques e ‘abastecer’ agências de imagem e redações de revistas, jornais e portais.

Contudo, a bola começa a rolar apenas às 13h, quando o ‘principal’ trabalho realmente tem início.

Leia tudo sobre: brasilchilefotografoCopa do Mundotrabalho