PSB entra na Justiça contra troca

iG Minas Gerais |

TERESINA. O candidato do PSB à Presidência Eduardo Campos informou ontem que o PSB impetrou uma ação na justiça eleitoral contra o governo Dilma Rousseff, pela substituição de César Borges por Paulo Sérgio Passos, ambos do PR, no Ministério dos Transportes, realizada esta semana.  

No entendimento de Campos e dos socialistas, a troca de nomes foi uma manobra explícita para garantir o apoio do PR na chapa de Dilma. “A troca de um ministério por tempo de TV não foi feita de forma escondida. Foi pública. Foi mostrada na TV. Nós entramos com a ação na Justiça para apurar aquilo que é fácil provar. Não podemos ser cúmplices do fisiologismo e da barganha”, disse Eduardo Campos.

Ainda sobre as alianças formalizadas nos últimos dias, Campos utilizou do velho ditado “antes só do que mal acompanhado”, e disse não estar isolado na disputa à Presidência. Para o candidato, em um Brasil de muitas desigualdades, se testemunha a troca de cargos públicos por tempo de TV para propaganda eleitoral. O socialista afirmou que prefere ter dois minutos no horário de rádio e TV, mas “ter a liberdade de fazer um governo que vai ao encontro do que o povo quer” e “não vender sua alma ao diabo”.

Música. O jingle que será lançado hoje para oficializar a candidatura presidencial de Campos e sua vice, Marina Silva, aposta em um rap jovem. Usando o refrão “coragem pra mudar o Brasil, eu vou com Eduardo e Marina”, a música lança mão da união dos dois principais nomes do PSB e da Rede para propor “mudança”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave