Jeitinho brasileiro

Projetos contemporâneos resgatam raízes e exibem espaços com maior identidade regional

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

Referência. A arquiteta Estela Netto resgatou a mesa de madeira maciça de fazenda no interior 
de MG
Daniel Mansur/ DIVULGAÇÃO
Referência. A arquiteta Estela Netto resgatou a mesa de madeira maciça de fazenda no interior de MG
A ideia é criar uma atmosfera autêntica e contemporânea, mas fortemente identificada com elementos que resgatam a cultura local. Não só o talento, mas o bom gosto da maioria dos profissionais em arquitetura e design de interiores tem dado força a projetos que carregam a essência da brasilidade, revelando um grande potencial na apresentação de autênticas criações e novas tendências.    Muitos objetos feitos à mão se transformam em verdadeiras obras de arte e conseguem se destacar em qualquer ambiente da casa. O que mais se vê por aí são trabalhos muito criativos, que primam pela simplicidade, além de carregar a natureza e o regionalismo como fontes inesgotáveis de inspiração.    Para traduzir mais identidade aos espaços, o processo de modernização tecnológica continua enriquecendo o fenômeno da releitura de peças clássicas, desenhadas por renomados mestres da arquitetura e do design que conseguem trazer de volta a essência de determinada época.   Também não podemos deixar de lado o apuro nos acabamentos das peças de decoração, a incorporação das texturas e as diferentes possibilidades de explorar um material, desde cerâmica até madeira de demolição. “O vocabulário da cultura regional mineira, por exemplo, é muito ligado ao interior. A primeira coisa que o morador deve ter em mente ao se apropriar desses elementos para decorar a casa é certificar se eles realmente fazem parte da sua história e que não se trata apenas de um modismo”, pontua a arquiteta Estela Netto. 

Leia tudo sobre: decorbrasileiro