Irmãos suspeitos de tráfico de drogas e estelionato são presos em BH

Eles reagiram com violência à abordagem policial; na casa de um dos suspeitos foi encontrada uma homepage do banco Santander, usada para enganar as vítimas

iG Minas Gerais | Da redação |

Um casal de irmãos suspeito de tráfico de drogas e falsificação de documentos foi apresentado pela Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (27), na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Venda Nova. André Fernandes Silva do Nascimento e Joice da Silva Nascimento foram detidos na tarde dessa quinta-feira (26), depois de reagir com violência à abordagem policial. Durante às buscas na casa dos suspeitos, além de drogas e documentos, a polícia também encontrou uma homepage falsa do banco Santander, por meio da qual as vítimas informavam seus dados pessoais, que seriam usados por Nascimento para aplicar os golpes.

De acordo com a Polícia Civil, Nascimento e um amigo dele estavam em um Ford Fiesta, na região de Venda Nova, quando foram abordados. Depois que o rapaz que acompanhava o suspeito foi ouvido e liberado, policiais civis foram até a casa de Nascimento para a realização de buscas. Lá, foram encontrados documentos, cartões bancários e um telefone celular, que foi arrancado das mãos de um dos policiais e arremessado no telhado da residência do suspeito. Nesse momento, Nascimento tentou se desvencilhar da equipe de policiais e reagiu com violência à abordagem, desacatando-os. Em seguida, Joice da Silva Nascimento, irmã do suspeito, saiu do imóvel portando em uma das mãos uma ferramenta pontiaguda que usou para ameaçar os policiais, e precisou ser contida. 

Durante o procedimento de buscas, um dos investigadores conseguiu subir no telhado da casa para recuperar o celular. Lá, ele encontrou, além do aparelho, alguns invólucros contendo substâncias semelhantes a maconha e cocaína. Antes de descer, o policial viu Paula Josiane Barbosa, esposa de Nascimento, jogar no muro vizinho uma sacola plástica que continha diversos talões de cheques, cartões bancários e outros documentos. O material foi apreendido.

Também foram feitas buscas no interior da casa do suspeito, onde foram encontrados, dentro do refrigerador, um tablete e uma porção de substância parecida com maconha, além de uma balança de precisão, documentos fiscais, contas, folhas de cheque e correspondências bancária em nome do suspeito. Um notebook com “espelhos” de cartão de crédito/débito, carteira de identidade, máquinas para utilização de cartões de crédito, chips para telefonia móvel ainda lacrados e carimbos também foram apreendidos.  

Leia tudo sobre: belo horizontetráficofalsificaçãovenda nova