Sem Agüero, Zabaleta diz que é melhor equilibrar o meio-campo

Lateral-direito prefere melhorar o sistema defensivo e equilibrar o time a colocar mais um atacante

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Atacante está vetado para o jogo contra a Suíça, pelas oitavas de final
Reprodução/Twitter
Atacante está vetado para o jogo contra a Suíça, pelas oitavas de final

A todo momento, a cada entrevista, a preocupação dos jogadores com a questão defensiva da Argentina é evidente. Como resposta, sempre lançam mão do argumento de que o ataque é poderoso e podem gerar problemas para qualquer adversário.

A contusão de Agüero abre a possibilidade para o técnico Alejandro Sabella mudar a formação, colocando mais um meia e entrando em campo contra a Suíça no 4-4-2. O treinador ainda não falou sobre o assunto. Segundo Higuaín, nem iniciou qualquer preparativo para as oitavas de final da Copa do Mundo.

Mas dentro do chavão "a decisão é do técnico", o lateral Pablo Zabaleta deixou escapar que a melhor escolha é ter mais ajuda no meio.

"Um equilíbrio no meio de campo é chave. Mas vamos esperar para ver como Alejandro vai escalar a equipe", analisou.

Existe também a possibilidade de ter um 4-3-3 e colocar em campo um atacante com explícitas instruções de ajudar na marcação dos laterais. É o caso de Ezequiel Lavezzi. Ele desempenhou este papel ao entrar na vaga de Agüero contra a Nigéria.

"Os laterais podem ficar mais expostos que o normal. Saímos ao campo mentalizados nisso. Às vezes é difícil porque somos uma equipe vertical. Temos de sacrificar muito, mas é uma coisa que estamos preparados mentalmente.

Sempre falamos que no momento em que perdemos a bola, é importante cobrir espaços nas laterais. Compactos na hora de defender", completou Zabaleta.

Em seguida, completou que a decisão era de Sabella, como de costume.

Leia tudo sobre: Copa do Mundofutebolesporteaguerozabaletaargentinameio-campodefesa