Chileno tem ingresso para quartas, mas precisa passar por brasileiros

Ramberto Norambuena esteve no Mineirão na véspera o confronto sul-americano pela Copa e voltará ao estádio neste sábado. Ele já tem bilhete garantido para a próxima fase

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro e Fernando Almeida |

O brasileiro Thiago e as irmãs Penha e Nelma posam para foto com o torcedor chileno Ramberto no Mineirão
JOAO GODINHO / O TEMPO
O brasileiro Thiago e as irmãs Penha e Nelma posam para foto com o torcedor chileno Ramberto no Mineirão

Primeiro uma encarada digna de UFC para, em seguida, um abraço à altura de grandes amigos. Foi assim o encontro entre o chileno Ramberto e o brasileiro Thiago nesta sexta-feira, véspera do duelo entre Brasil e Chile pelas oitavas de final da Copa.

Cada um aposta em sua seleção, tem confiança em seus jogadores, mas o chileno é um pouco mais privilegiado por ter ingresso para o jogo deste sábado. Aliás, Ramberto já tem garantida até mesmo a entrada para o jogo das quartas de final.

"Tenho certeza de que nossos jogadores farão um esforço grande e seremos uma surpresa para o Brasil. Já tenho o ingresso para as quartas de final para ver o Chile em Fortaleza. e se for passando eu vou tentar conseguir até a final", destacou Ramberto.

O chileno chegou ao Brasil no dia 14 de junho e já passou pelas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo antes de desembarcar em Belo Horizonte. Ao todo, ele deve investir cerca de US$ 4.500,00, o que equivale a aproximadamente R$ 10 mil na conversão. 

Mas o que Ramberto destaca mesmo é a rivalidade sadia e a hospitalidade do povo brasileiro durante a Copa do Mundo. Ele tem recebido muita atenção e faz elogios ao país que sedia a competição mundial pela segunda vez na história.

"Tem sido uma festa linda. A receptividade do povo brasileiro com sul-americanos e europeus vem sendo demais. O ambiente de futebol é algo incrível, a segurança tem sido excelente e eu só tenho elogios para tudo", disse Ramberto.

O torcedor do país rival realmente sentiu o calor dos brasileiros no Gigante da Pampulha. Ele foi parado pelas irmãs brasileiras Nelma Gama e Penha Gama para tirar fotos. O simpático chileno teve que ouvir a torcida pela seleção canarinho falar mais alto.

"Espero uma vitória difícil amanhã, com 2 a 1 para o Brasil. tentei comprar ingresso, mas não consegui. Ficaremos em casa, mas já valeu ter vindo ver o Mineirão e estar com a família nesse momento tão legal de Copa do Mundo", disse Penha, que mora nos Estados Unidos.

 

Leia tudo sobre: BrasilChileMineirãoCopa do Mundo