Dia livre é inédito no atual formato da Copa

Nos quatro Mundiais anteriores, todos eles também com 32 seleções, as oitavas de final foram iniciadas no dia seguinte à conclusão da primeira fase

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Preparação. Seleção chilena de Valdívia (ao centro, com a bola) começou a preparação para o confronto contra o Brasil neste sábado, no Mineirão
LEO FONTES / O TEMPO
Preparação. Seleção chilena de Valdívia (ao centro, com a bola) começou a preparação para o confronto contra o Brasil neste sábado, no Mineirão

Não é à toa que tanta gente está reclamando desta sexta-feira (27) sem jogos. É a primeira vez que a Copa tem um dia livre antes do mata-mata desde que a competição adotou o atual formato, em 1998.

Nos quatro Mundiais anteriores, todos eles também com 32 seleções, as oitavas de final foram iniciadas no dia seguinte à conclusão da primeira fase.

Desta vez, a Fifa deu um dia a mais de folga para as seleções e puxou a abertura da Copa de uma sexta-feira, como ocorreu nas três últimas edições, para uma quinta-feira.

A partir deste sábado (28), a tabela prevê quatro dias seguidos com jogos, sendo dois duelos por dia -não há mais partidas simultâneas de agora em diante.

Depois existem mais dois dias de completa folga (quarta e quinta da semana que vem), seguidos por dois dias com as quartas de final. Na semana da final, o número de dias sem jogo equivale ao dos dias com jogo. 

Leia tudo sobre: folgacopa do mundojogotreinodia livredescanso