São Paulo teme 'invasão' argentina e monta plano de apoio a torcedores

Com jogo dos hermanos no Itaquerão nesta terça, governo planeja local para acomodar torcedores que não irão se hospedar em hotéis e casas

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Argentinos fazem a festa no ônibus rumo ao Mineirão
DENILTON DIAS
Argentinos fazem a festa no ônibus rumo ao Mineirão

A Prefeitura de São Paulo tenta evitar transtornos em uma eventual 'invasão' de até 120 mil argentinos à cidade por causa da Copa.

Na terça-feira (1º), a seleção da Argentina jogará contra a Suíça, às 13h, no Itaquerão. Se o time passar para as semifinais, há a possibilidade de voltar a jogar na arena esportiva em 9 de julho.

Para acomodar os torcedores, serão disponibilizados o sambódromo do Anhembi a partir de domingo e o autódromo de Interlagos a partir de segunda.

Como muitos torcedores argentinos vêm sem local para se hospedar, eles poderão estacionar vans e dormir nos dois espaços públicos.

Na terça, também por causa da vinda dos torcedores, o rodízio será estendido como aconteceu na última quinta-feira. O horário das faixas de ônibus também será prolongado.

Outra providência será um bloqueio para carros particulares nas ruas Xavier de Toledo e a Líbero Badaró, perto da Fan Fest do Anhangabaú, reduto de torcedores sem ingressos.

As barreiras ao redor do Itaquerão serão reforçadas, já que culturalmente os argentinos têm o hábito de ir para a área dos estádios mesmo sem ingressos. Durante o evento, porém, só quem vai assistir à partida dentro do estádio terá autorização para passar pelo bloqueio.

Também serão distribuídos informativos em pedágios de rodovias que dão acesso à capital e em aeroportos.

A administração municipal vai promover outros bairros, na tentativa de evitar mais superlotação na Vila Madalena (zona oeste), que tem sido o principal ponto de concentração de torcedores durante a Copa.

Serão divulgadas outras opções em bairros para diversão como Vila Mariana, Itaim Bibi, Vila Nova Conceição e Pompeia.

OCUPAÇÃO NO SUL

Na última quarta (25), cerca de 80 mil torcedores argentinos foram a Porto Alegre assistir ao jogo de sua seleção com a Nigéria.

Muitos não tinham ingressos -segundo a Fifa, 20 mil entradas foram vendidas para os argentinos-, mas queriam de todo jeito chegar perto do Beira-Rio, nem que fosse só para tirar uma foto. Na hora do jogo, os torcedores que não conseguiram comprar ingressos de cambistas se dirigiram à Fan Fest.

Como o espaço estava lotado, a alternativa foi assistir à partida em outro telão, montado em um terreno ao lado.