Chiellini defende Suárez após severa punição por mordida

Zagueiro italiano que foi 'vítima' disse que uruguaio deveria ficar com sua seleção na Copa e deseja forçar à família de Luisito

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Polêmica. Luis Suárez mordeu o jogador italiano Chiellini na partida de terça-feira
Ricardo Mazalan/ap - 24.6.2014
Polêmica. Luis Suárez mordeu o jogador italiano Chiellini na partida de terça-feira

Muito se falou sobre a severa punição recebido por Suárez, que o deixa fora dos nove próximos jogos oficiais da seleção uruguaia e bane o atleta do futebol pelos próximos quatro meses. Entre defensores e acusadores do jogador, o zagueiro italiano Chiellini, que recebeu a mordida do jogador na vitória dos sul-americanos por 1 a 0, também recebeu ficar ao lado de Luisito.

O jogador da Itália disse que não há ressentimentos e ainda deseja forças à família do adversário. Sua única lamentação seria por conta da eliminação precoce da Azzurra.

“Dentro de mim não há sentimentos de alegria, vingança ou raiva contra Suárez. Eu sinceramente espero que permitam que ele fique junto aos seus companheiros durante a Copa. Um banimento assim é realmente triste para um jogador. O que me resta é apenas a raiva e a decepção por ter perdido o jogo. No momento, meu único pensamento é para Luis e sua família, porque eles terão de enfrentar um período muito difícil”, postou Chiellini.

Suárez deixou o Brasil na noite da última quinta-feira e foi chegou no Uruguai nesta madrugada.

Leia tudo sobre: chiellinisuárezmordidauruguaiitáliaseleção italianaazzurrapuniçãofifabanimentofutebolsuspensão