Aliança entre os socialistas e o PHS ainda é possível

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli |

Com o ex-prefeito de Juiz de Fora Tarcísio Delgado definido como pré-candidato ao governo de Minas, o PSB corre atrás de apoio para levar uma aliança às urnas. O PHS, que também lançou o nome do ex-deputado e empresário Vittorio Medioli ao cargo, é um dos partidos no radar dos socialistas e espera receber a confirmação oficial da decisão do PSB para manter as conversas para uma possível chapa.

O presidente estadual da sigla, vereador Marcelo Aro, afirma que o nome de Medioli está posto, mas que é “momento de conversar para, quem sabe, reeditar a aliança nacional” entre PSB e PHS. Outro partido que pode se juntar a essa coligação é o Partido da Pátria Livre (PPLPL).

Pré-candidato do PSB até a penúltima hora, quando ameaçou abandonar a sigla por causa da convenção do PSB, o ambientalista Apolo Heringer preferiu não comentar a decisão.

“Estou tomando conhecimento através de você. Não quero me pronunciar neste momento. A Rede Sustentabilidade nacional vai se manifestar”, afirmou Apolo. Antes da decisão, a Rede havia soltado uma nota para reafirmar a aliança programática com o PSB em todo o país.

Prazo

Decisão. O PHS realiza sua convenção no próximo domingo. Com a decisão que vai ser tomada pelo partido, o cenário para as eleições ao governo de Minas estará praticamente definido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave