Renê Thristan faz sertanejo em novela

Sertanejo na vida real, ator afirma que ele e personagem têm vida similares

iG Minas Gerais |

De novo. Antes de ser mocinho em “Chiquititas”, Renê Thristan foi o vilão Afonso de “Carrossel”
Portal Chiquititas / Divulgaçã
De novo. Antes de ser mocinho em “Chiquititas”, Renê Thristan foi o vilão Afonso de “Carrossel”

SÃO PAULO. Aos 12 anos, o ator e músico Renê Thristan já estava dentro de um estúdio musical cantando. Hoje, aos 17, ele é conhecido pelo ousado sucesso “Sou Pegador”, que segue a linha do sertanejo universitário, e também se destaca na pele do galã João Pedro, o JP, da novela “Chiquititas” (SBT). 

Enquanto na vida real ele tem a carreira dedicada ao sertanejo, na trama ele é líder da banda de rock JP10. “Não vejo muita diferença entre a minha vida e a do personagem. Temos a mesma idade, somos tranquilos e amamos música”, conta Renê Thristan, que se considera eclético musicalmente.

“Eu fui criado no meio sertanejo, com a minha família ouvindo o ritmo e incentivando meu talento”, diz o músico, em referência ao pai Renê, que forma dupla com o amigo Ronaldo – ambos estão na estrada há 25 anos.

“A nossa diferença é que o meu pai toca um sertanejo mais raiz, e eu tenho essa pegada mais adolescente, como o Luan Santana, por exemplo”, explica o artista.

Desde o início, o jovem já conciliava as duas carreiras, de cantor e ator. “Fiz curso de teatro e estava lançando o CD ‘Diferenças’ quando apareceu o teste para o vilão Afonso, em ‘Carrossel’”, conta ele, referindo-se ao papel que interpretou na temporada de 2012 da trama. “Agora, fiz o teste para o JP e, como o personagem é músico, caiu como uma luva”, diz.

Desde que entrou na novela, o jovem sente que vem conquistando um público que não conhecia suas canções. “As rádios já estão tocando minhas músicas”, destaca.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave